Castelo de Paiva: Leitura e costura fazem parte dos 101 anos de Maria Emília Moreira

Castelo de Paiva: Leitura e costura fazem parte dos 101 anos de Maria Emília Moreira

O livro não sai da mesinha de cabeceira. Não importa qual é, se a bíblia (que já leu mais de dez vezes), se o seringador, se jornais. Mas hoje, dia em que Maria Moreira, também conhecida por Micas da Calçada, celebra os seus 101 anos, dar um presente não é difícil: um livro.

Mas há mais opções, e fáceis, como linhas ou agulhas. A centenária da freguesia de São Martinho de Sardoura, em Castelo de Paiva, fez até aos seus 90 anos os vestidos da Marcha da Frutuária. Pela noite de S. João, Maria Moreira ficava deliciada ao ver, na escadaria da Igreja Matriz de Sobrado, os vestidos que demoravam meses a serem costurados, desfilarem. “Era uma alegria”, e ainda hoje gosta de ver a sua marcha sair à rua. O “bichinho” da costura ficou para sempre, ou não tivesse sido essa a sua profissão a vida toda.

Nunca foi mulher de andar no campo com o sacho mão. “Também com nove filhos o tempo que sobrava era pouco”, disse aos 101 anos, puxando do baú das memórias mais antigas (e que ainda estão bem frescas) “e deixam saudades”. Hoje, vários filhos reuniram-se na casa da filha cuidadora permanente de Maria Moreira para que, juntos, soprassem às velas. Ana Maria Soares é uma das filhas.

Questionada pelo número total de netos, pôs-se a pensar: “são cerca de 30, não sei bem”. Quem nem a deixou pensar foi a aniversariante, que sabe na ponta da língua, não só o número de filhos e netos, como de bisnetos: “Tenho nove filhos, 24 netos e já vou com 39 bisnetos, e já há gerações seguintes”, disse orgulhosa na família, sorrindo ao observar parte dela, enquanto passava a mão no pelo do seu gato.

O desejo neste aniversário “é que venham mais anos assim, felizes e com saúde”. Até porque Maria Moreira ainda anda, agarrada ao seu melhor amigo – o andarilho – mas fora isso as filhas dizem que “tem umas análises melhores” do que as delas.

Um dos presentes que recebeu nos seus 101 anos foi um ramo de flores oferecido pela Junta de Freguesia de São Martinho de Sardoura. Francisco Silva, o presidente da junta, lamentou ter tido trabalho logo no dia do aniversário de Maria Moreira. Mas o recado de que está “cheia de saúde e pronta para os 102” chegou pelos seus representantes que estiveram logo pela manhã ao lado dela. “Sei que ficou muito feliz, fica sempre. É uma delícia ouvir as suas histórias que remetem sobretudo a tempos mais antigos”, explicou.

Amanhã juntam-se os mais 80 pessoas – todos familiares da conhecida Dona Micas – para comemorarem o aniversário e, juntos, soprarem as velas e desejarem muitos mais anos de vida, com Maria Moreira a ler, ver televisão, fazer a sua higiene sozinha, comer bem, e continuar a costurar.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta