Amarante: Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira é atribuído no final do mês

Amarante: Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira é atribuído no final do mês

A União de Freguesias de Amarante (S. Gonçalo), Madalena, Cepelos e Gatão vai distinguir os vencedores da primeira edição do Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira. A cerimónia vai acontecer a partir das 9h30 do dia 29 de outubro, no Externato de Vila Meã, em Amarante.

Na sessão, serão duas as distinções atribuídas, que premiarão duas amarantinas: Anabela Borges, que concorreu na categoria autores de língua portuguesa com mais de 18 anos; e Maria Freitas, em estudantes com idade entre os 15 e os 18, a frequentarem o ensino secundário no concelho.

Anabela Borges concorreu com o conto “Os dias pequenos” e Maria Freitas com “Mudança de estação”. Ambas as obras estão já editadas e serão apresentadas também a 29 de outubro.

O Prémio de Literatura Infantojuvenil Ilídio Sardoeira surge no seguimento da Festa do Livro, organizada pela Câmara Municipal de Amarante desde 2014. Joaquim Pinheiro, presidente da União de Freguesias de Amarante (S. Gonçalo), Madalena, Cepelos e Gatão, explica que esta iniciativa surgiu por sentir que “faltava qualquer coisa nas escolas” relativamente à componente de “leitura e escrita”, sendo esta uma forma de “estimular a cultura e a literatura”.

Quando questionado se alguma das autoras premiadas este ano pode vir a tornar-se na ‘nova Agustina-Bessa Luís’,  Joaquim Pinheiro fez questão de refrear as expetativas do público, embora não descarte essa possibilidade: “É difícil de dizer, mas penso que ambas têm capacidade para isso”, perspetivou bem disposto.

Para finalizar, o presidente e organizador revelou que a segunda edição do concurso será declarada aberta na cerimónia de entrega dos prémios, a 29 de outubro, e que vai continuar “nos mesmos moldes”: “No escalão A, será aberta ao público geral nacional e internacional e, no escalão B, queremos continuar a criar junto dos mais jovens o ‘bichinho’ pela literatura”, concluiu.

 

 

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta