Cinfães pôs “Mãos à Obra” e recolheu 16 sacos de lixo e 10 garrafas cheias de beatas pelo concelho

Cinfães pôs “Mãos à Obra” e recolheu 16 sacos de lixo e 10 garrafas cheias de beatas pelo concelho

Dia 22 de setembro foi dia de muitos jovens do país colocarem “Mãos à Obra”, o nome do projeto da jovem Inês Durão que conta com mais de 10 mil jovens de norte a sul que recolhem o lixo das suas aldeias e cidades por Portugal inteiro. A intenção é tornar o ambiente mais limpo e livre de todo o tipo de lixo mas, sobretudo, de beatas no chão.

Em Cinfães, nem a chuva fez com que os jovens cancelassem o evento, tal como aconteceu em outras zonas da região do Tâmega e Sousa, como em Paços de Ferreira. Eram perto das 10h00 e já vários eram os jovens que se juntavam na escola E.B.2,3 de Cinfães para cumprirem a missão a que se propuseram.

Durante quase três horas percorreram várias artérias da vila de Cinfães, tendo terminado o percurso no Miradouro de Teixeirô. Recolheram “16 sacos de lixo de 50 litros cada, e uma média de 10 garrafas de beatas”, disse Pedro Sá, um dos responsáveis por trazer a iniciativa até Cinfães, que contou com a colaboração da Junta de Freguesia de Cinfães e da Câmara Municipal de Cinfães.

Além da satisfação que os intervenientes no “Mãos à Obra” afirmaram sentir no final da ação de simpeza pelo número de lixo sacos do lixo recolhidos, esperam ter conseguido cumprir o outro objetivo que tinham com tal ação: sensibilizar a população para não poluir o meio ambiente.   

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta