Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses apresentou projeto para ajudar idosos e cuidadores

Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses apresentou projeto para ajudar idosos e cuidadores

A Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses apresentou, no passado dia 13 de setembro, o projeto “Envelhecer em Meio Rural: SMS + Cuidadores”, que conta com o apoio Prémios Fidelidade Comunidade.

A apresentação deste projeto, que pretende envolver entre 100 a 150 idosos e 75 cuidadores, aconteceu no Salão Nobre da Câmara Municipal de Marco de Canaveses. A iniciativa vai envolver seniores oriundos das freguesias de Paredes de Viadores e Manhuncelos, Sande e São Lourenço do Douro, Penha Longa e Paços de Gaiolo, Avessadas e Rosém, Sobretâmega e Constance.

Maria Amélia Ferreira, provedora da Santa Casa da Misericórdia de Marco de Canaveses, classificou como “fundamental” a relação bilateral entre manter os idosos em ambiente domiciliário e formar cuidadores. “Um idoso que está em casa precisa de ser cuidado e o cuidador necessita de formação especializada”, defendeu.

Este projeto já existe desde 2014, mas apenas estava em vigor na freguesia do Marco. É especializado no apoio personalizado e humanizado às pessoas e na educação dos próprios cuidadores. “Agora há uma inovação que assenta na presença e o apoio na área da psiquiatria, porque muitas das vezes é necessário, até para referenciar os idosos e dar apoio técnico”, referiu a provedora.

Para Maria Amélia Ferreira, o alargamento do projeto a mais seis freguesias é a “rampa de lançamento” para cobrir todo o município de Marco de Canaveses com estes serviços. “Temos de caminhar passo a passo, porque ao cobrirmos o município necessitamos de mais recursos”, explicou.

A provedora vê este projeto como “um investimento” e não um custo. “Temos de pensar que é um investimento para as pessoas, que é o mais importante que temos. Para as pessoas que já cuidaram de nós e que, neste momento, precisam de ser cuidadas”, referiu, acrescentando que o objetivo é manter os idosos em casa porque “ninguém quer sair da sua casa, ninguém quer ir para as instituições por melhor que elas sejam. Se conseguirmos que eles se mantenham em casa seguros é muito importante”.

As parcerias com as juntas de freguesia e com a câmara municipal são vistas pela provedora como fundamentais para a divulgação da iniciativa. “São parceiros privilegiados a par dos bombeiros e da GNR que também nos ajudam em todo este processo”, garantiu. Maria Amélia Ferreira destacou ainda a parceria com a Fidelidade, que vai permitir a aquisição de uma viatura necessária para o projeto. 

O projeto “SMS + Cuidadores – Envelhecer em Meio Rural” é direcionado a pessoas com mais de 65 anos, residentes nas freguesias referidas, com doença crónica, dificuldade na gestão da doença ou terapêutica, ausência de retaguarda familiar/social ou situação de carência económica.  A parte dos cuidadores destina-se a pessoas que cuidam, tratam ou apoiam idosos, quer em domicílio, quer nos serviços sociais/saúde existentes na nossa comunidade (cuidadores formais e informais).

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta