Penafiel: Festa do Caldo de Quintandona volta a ter sucesso graças a “gastronomia, cultura e 200 voluntários”

Penafiel: Festa do Caldo de Quintandona volta a ter sucesso graças a “gastronomia, cultura e 200 voluntários”

Sem ingredientes de qualidade não se faz um bom caldo, e ao que a organização diz, foi a “gastronomia, música, teatro, artesanato e muita animação” os ingredientes que integraram a receita da Festa do Caldo de Quintandona, entre os dias 13 e 15 de setembro.

Nesta 13.º edição do certame, houve mais de 40 espetáculos, que contaram com a participação de Sebastião Antunes e Quadrilha, Habelas Hainas, Trio de Fado, Sons D’outrora, Coletivo Foice, Sérgio Mirra, entre muitos outros. Mas a organização afirma que foi pela “gastronima, como  os caldos tradicionais, o cozido à portuguesa, feijoada, papas, porco assado no espeto, bifanas, leite creme e sopas secas,  que milhares de visitantes passaram pela Festa do Caldo”. 

A Aldeia de Lagares, em Penafiel, recebeu ainda vários ranchos folclóricos, grupo de bombos, robertos e ainda duas bandas filarmónicas do concelho de Penafiel. No primeiro dia esteve a Confraria do Caldo de Quintandona, que brindou os presentes com um desfile, fazendo a receção das entidades presentes.

Este ano, a organização optou por utilizar louça de barro /alumínio, e abolir a utilização do plástico descartável. “Conseguiu-se alcançar o nosso objetivo  e diminuir significativamente a produção de lixo causada pelo festival”, adiantou membro da organização.

Mas foi com a ajuda de 200 voluntários que a Festa do Caldo de Quintandona se realizou, o que, para a organização, “é um motivo de satisfação, pois sem eles nada disto seria possível”. 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta