População de Penafiel e Associação Sou da Rua caminham este mês para ajudar criança

População de Penafiel e Associação Sou da Rua caminham este mês para ajudar criança

Érica tem uma doença rara. Com um mês de idade, foi submetida a inúmeros exames e o pior confirmou-se: é portadora do Cri-du-Chat. Em português, esta doença rara chama-se “grito do gato”, uma condição genética rara, resultado de erros de cromossomas.

Érica tem hoje oito anos. Desde o seu primeiro mês de vida que está em tratamentos. “Tem feito várias terapias, vai à escola em ensino especial, à piscina, mas precisa de muito acompanhamento porque a sua mobilidade é reduzida e não fala“, explica a mãe, Maria das Dores, com amargura de quem nunca se conformou com as limitações que a doença acarretou à filha.

Sensibilizados com a situação em que vive a família de Érica, a Associação Sou da Rua, localizada em Entre-os-Rios, vai realizar no dia 29 de setembro uma caminhada solidária.

“Temos tentado ajudar e achamos que com uma caminhada a população pode unir-se, ao passo que divertir-se, pela pequena Érica e pela sua família”, disse.

A intenção é que a receita “seja grande” para que seja uma “ajuda para a família e faça a diferença na vida da Érica”. A caminhada tem um custo de 5 euros, com oferta de T-Shirt e seguro.

Família dedica a sua vida a cuidar de Érica

Maria das Dores vê-se obrigada a estar 24 horas por dia em casa a tomar conta da pequena Érica. Aproveita o tempo que passa na escola para ganhar algum dinheiro: “Aproveito tudo o que vem. Faço rissóis, corto relva de quem precisa, limpo casas, assim ganho algumas horas porque não ganho nada da Segurança Social”, disse.

Já o seu marido teve um enfarte há dois meses que o deixou com reforma por invalidez. “É pontapés por todo o lado, já mal sabemos como havemos de nos levantar. Mas o sorriso da nossa Érica dá-nos alento para continuar a viver, ela é a nossa razão de vida”, frisou.

Perante todas estas dificuldades de vida, torna-se “difícil dar à Érica o que ela precisa. Em Castelo de Paiva há terapia com cavalos adequada ao problema dela”, mas os preços destas terapias não condizem com a carteira desta família. A prioridade assenta nas fraldas que a criança precisa de usar todos os dias, dos livros didáticos, de medicação, entre outros.

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta