Assunção Cristas foi à AGRIVAL e defendeu importância da agricultura

Assunção Cristas foi à AGRIVAL e defendeu importância da agricultura

Na tarde de ontem, dia 28 de agosto, Assunção Cristas esteve a visitar a AGRIVAL. Deu a volta aos 25 mil metros quadrados de recinto, vendo os 350 expositores que estão desde o dia 23 de agosto patentes no espaço.

Entre beijinhos e abraços a quem expõe no espaço, não faltou elogios à organização do certame por parte da líder do CDS. “Esta é sem dúvida uma das maiores feiras agrícolas do país, e o CDS que tanto apoia a agricultura, não poderia deixar de estar presente”, referiu Assunção Cristas à comunicação social.

Em visita à 40.º edição, a líder do CDS referiu que a agricultura e o mundo rural “estão bem presentes no certame” e que “são áreas fundamentais para o desenvolvimento do nosso país. As empresas e os agricultores merecem ser elogiados e realçados”, disse, frisando que o seu partido vai continuar “a puxar pelo setor hoje e no futuro”. 

Estamos na Agrival em Penafiel.

Estamos na Agrival em Penafiel, uma feira com muitos produtos e empresários portugueses que merecem todo o nosso apoio e empenho. Tenho um enorme gosto em marcar presença e ser tão bem recebida.

Publicado por Assunção Cristas em Quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Em época de pré-campanha, os partidos têm aproveitado a AGRIVAL para deixar mensagens à população sobre os ideais políticos que defendem. Assunção Cristas não saiu do padrão. Sensibilizou ainda para que as pessoas vão votar em todas as eleições, “dando assim utilidade ao seu direito ao voto, de acordo com os partidos que defendem melhor as suas ideias”. Nesse sentido, aproveitou a presença da comunicação social no certame para comunicar os ideais defendidos atualmente pelo partido que lidera, sendo eles a“baixa de impostos para as empresas, menos 15 % no IRS, para o mundo rural defendemos um benefício fiscal para o interior do país, olhar para o ambiente numa perspetiva de preservar o território e adpatar às alterações climáticas, para dar condições para que haja agricultura, assim como para que as pessoas se possam fixar no território”

O CDS disse que  há muito que está disponível para uma alternativa política em Portugal. “Temos  um passado com o PSD até porque para se governar é preciso ter-se um apoio de metade do parlamento, ou seja, 116 deputados mais um, e nós queremos contribuir o mais possível para esse número”, garantiu a líder do partido na AGRIVAL.

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta