Bombeiros de Marco de Canaveses com ambulâncias paradas à espera de alvará do INEM

Bombeiros de Marco de Canaveses com ambulâncias paradas à espera de alvará do INEM

Num curto espaço de tempo, os Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses viram duas viaturas, uma com 15 e outra com 17 anos, avariarem. Este não seria um problema até porque adquiriram três novas ambulâncias de emergência (duas já chegaram, uma ainda está por chegar) que vão permitir renovar a frota automóvel.

No entanto, as duas ambulâncias estão há cerca de um mês paradas no quartel à espera do Documento Único Automóvel (DUA) e do alvará do INEM, disse o presidente da corporação, Fernando Nazário. Ambos os procedimentos são necessários para que as ambulâncias possam circular para o transporte de doentes mas, neste momento, isso não acontece.

“As últimas viaturas estiveram aqui paradas três meses. Agora temo que estas estejam ainda mais tempo devido às greves que têm havido nos conservatórios, não se admite. Se compramos as viaturas é porque elas nos fazem muita falta para o bem do nosso serviço”, reivindicou o presidente.

Fernando Nazário disse ainda que está consciente que “este não é um problema que afeta só a corporação de Marco de Canaveses” e, por isso, solicita uma rápida mudança no processo  de circulação de ambulâncias.

À Lusa, citada pelo jornal Público, fonte do INEM garantiu que, em média, estas vistorias demoram apenas “uma a duas semanas”, tendo remetido a responsabilidade da demora para o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) que, até esta sexta-feira, dia 23 de agosto, não deu qualquer resposta sobre o caso.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta