Penafiel: Agrival abriu portas para a sua 40.ª edição com mais de três centenas de expositores

Penafiel: Agrival abriu portas para a sua 40.ª edição com mais de três centenas de expositores

Já abriu portas a 40.ª edição da Agrival, no Pavilhão de Feiras e Exposições de Penafiel. Por isso mesmo, até ao próximo dia 1 de setembro, o concelho de Penafiel é ponto de paragem para quem passar pela região do Tâmega e Sousa.

Com mais de 350 expositores que ocupam um espaço superior a 25 mil metros quadrados, este certame é considerado “um dos maiores do país” e conta com representantes das mais variadas áreas, como a agricultura, o gado, a maquinaria, agroindústria, setor automóvel, imobiliária, gastronomia, novas tecnologias, artesanato e serviços.

Na inauguração da 40.ª edição da Agrival, Antonino de Sousa, presidente da Câmara Municipal de Penafiel, afirmou que a edição deste ano “é especial”, uma vez que se assinala os 40 anos do certame. “É um percurso longo, certamente com muitos obstáculos, muita adversidade, mas também de muito sucesso. É um percurso consolidado e vai continuar a ser um grande certame, que nos enche de orgulho”, sublinhou.

Para o autarca este “é o maior palco de Penafiel e da região do Tâmega e Sousa”, destacando “o volume de negócio que esta feira é capaz de proporcionar”, não só no concelho como na região. “Desde a sua criação que a Agrival teve a preocupação de ser transversal e ter presentes os municípios da região. Este é um dos eventos com maior pertinência no Tâmega e Sousa e é bom vermos uma atividade que é agregadora e mobilizadora”, defendeu.

Antonino de Sousa realçou a importância das questões ambientais, que este ano estão muito presentes no certame. “Temos copos reutilizáveis. Ao longo dos 10 dias, eram dezenas de toneladas de lixo que era produzido, com esta novidade isso deixa de acontecer”, afirmou, relembrando a presença da Penafiel Verde e a sensibilização para o consumo da rede pública.

No final da sua intervenção, o presidente da Câmara de Penafiel lamentou “a falta de coerência das palavras relativamente aos atos” do Primeiro Ministro, António Costa. “O senhor Primeiro Ministro disse, e bem, que o país deve muito ao interior e, no Tâmega e Sousa, integramos esse interior, que precisa do apoio da Administração Central. Era muito bom que o Governo estivesse presente para dar um incentivo àqueles que continuam a lutar”, concluiu.

Publicidade

Até dia 1 de setembro, são esperadas cerca de 140 mil pessoas para visitarem os 350 expositores e assistirem aos concertos protagonizados por artistas locais e nacionais. A Agrival tem também à disposição a 18.ª Mostra de Gastronomia Nacional com diversos espaços de restauração.

Esta feira possui ainda uma forte componente cultural e musical, provas de degustação de vinho e concursos de produtos tradicionais como o da cebola, o de melão casca de carvalho e da broa de milho.

Esta noite, sobe ao palco a dupla Quim Roscas e Zeca Estacionâncio, que prometem animar todos os que visitarem a 40.ª edição da Agrival.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta