Viagens na nossa terra: 10 locais a visitar em Amarante

Viagens na nossa terra: 10 locais a visitar em Amarante

Nenhum roteiro turístico da região do Tâmega e Sousa pode ficar completo sem uma visita a Amarante. Banhada pelo Tâmega, a cidade, que adquiriu esse estatuto em 1985, tem uma vincada influência românica, bem como vários edifícios que remontam à Idade Média.

Em tempo de férias, o jornal A VERDADE sugere-lhe alguns dos principais pontos de interesse da cidade e do concelho amarantino, num programa que, certamente, o vai fazer viajar pelos corredores da história.

1. Ponte de S. Gonçalo

Fonte: Wikipédia

A melhor forma de começar a visita a Amarante é passear a pé pelo centro histórico. Depois de se deixar envolver pelas ruas antigas, parta em busca da Ponte de S. Gonçalo. É este o nome do frade dominicano que a terá mandado construir em 1250, ele que se fixou na cidade amarantina depois de peregrinar por Roma e Jerusalém.

Monumento Nacional desde 1910, esta travessia desmoronou-se em 1763 devido às cheias, cujo caudal da água está assinalado em algumas das ruas da cidade. Em 1782, iniciou-se a sua reconstrução, tendo sido aberta de novo ao trânsito em 1790.

2. Convento e Igreja de S. Gonçalo

Fonte: Férias em Portugal

Atravessando a ponte, salta logo à vista o Convento e Igreja de S. Gonçalo, cuja construção se iniciou em 1540 e foi concluída antes da viragem do século.

Na igreja, merece destaque a Varanda dos Reis, na qual se encontram as estátuas de D. João III, D. Sebastião, D. Henrique e D. Filipe I. Também o claustro principal de dois andares salta a vista, assim como o órgão de tubos e o túmulo de S. Gonçalo, situado junto ao altar.

Segundo reza a lenda, se pedir três desejos ao puxar a corda da cintura da imagem de S. Gonçalo ali presente, estes vão concretizar-se. Experimente e tire as teimas!

No que a igrejas diz respeito, pode ainda visitar a Igreja de S. Pedro e Igreja de S. Domingos.

3. Museu Amadeo de Souza-Cardoso

2008 – JUNHO – 26 – MMASC – Amarante – Imagens das Instalações

Um dos principais nomes da pintura modernista em Portugal, Amadeo de Souza-Cardoso nasceu na freguesia de Mancelos, em Amarante, em 1887.

Para homenagear o pintor, em 1947, foi criado, em parte do edifício do Convento de S. Gonçalo, o Museu Amadeo de Souza-Cardoso. Nele, para além das obras do artista falecido em 1918, estão expostos trabalhos de outras figuras amarantinas, tais como António Carneiro, Acácio Lino, Teixeira de Pascoaes e Agustina Bessa Luís.

4. Solar dos Magalhães

Fonte: Wikipédia

No centro de Amarante, é difícil não reparar também no Solar dos Magalhães. Construído no século XVIII, aquela casa senhorial seiscentista foi, no século XIX, um símbolo da resistência dos amarantinos face à invasão napoleónica. Depois de ter sido queimado pelas tropas francesas em 1809, está em ruínas aos dias de hoje, mantendo somente as paredes exteriores da estrutura original.

5. Parque Aquático de Amarante

Nos meses mais quentes do verão, entre maio e setembro, abre portas uma das principais atrações da região para quem gosta de ir a banhos com muita adrenalina à mistura. Falamos, claro, do Parque Aquático de Amarante, no qual se incluem diversões a perder de vista: piscinas, escorregas, tubos e pistas múltiplas para crianças e adultos. Animação garantida, como pode imaginar!

6. Campo de Golfe

Fonte: Lifecooler

Se, durante o verão, troca de bom grado o biquíni/calções de banho pelos tacos de golfe, também sai de Amarante bem servido. A sensivelmente seis quilómetros da cidade, situa-se o Campo de Golfe, que inclui 18 buracos para um par de 68, com 5.030 metros de distância. Vai uma partida?

7. Ecopista da Linha do Tâmega

Fonte: IPP Património

Se é adepto de caminhadas, corridas e passeios de bicicleta, calce os ténis e siga para a Ecopista da Linha do Tâmega. Situada entre as estações de Amarante e Chapa, apresenta uma extensão de 9,3 quilómetros, na qual se incluem também alguns equipamentos para a prática de exercício físico.

8. Piscinas Municipais de Amarante

Junto ao rio Tâmega, no Parque Ribeirinho, encontram-se as Piscinas Municipais de Amarante. Pertencentes ao Parque Florestal de Amarante, estão abertas durante todo o ano, pelo que não há desculpas para deixar o fato de banho arrumado no guarda-roupa até ao verão seguinte.

9. Antigos Paços do Concelho

Fonte: All About Portugal

Na freguesia de Vila Meã, encontram-se os Antigos Paços do Concelho, construção datada de finais do século XVI e início do século, sob o reinado de Filipe III de Portugal.

Testemunhos de pessoas nascidas pouco depois da extinção daquele concelho (que, por sua vez, ouviram histórias dos seus antecessores) dão conta de que ali funcionou o Tribunal (no 1.º andar) e a Cadeia (na enxovia do rés-do-chão).

Atualmente, o edifício pertence à Camara Municipal de Amarante, estando nele instalada uma extensão da biblioteca municipal.

10. Aldeia do Tâmega

Fonte: Amoma

Inserida no resort turístico da Rio Tâmega Turismo e Recreio (proprietária do já mencionado Parque Aquático), a Aldeia do Tâmega situa-se junto ao rio que atravessa a cidade amarantina. As instalações estão equipadas para proporcionar momentos de lazer, recreação e de desporto. Ora confira: piscina interior, ginásio, sauna e banho turco, courts de tênis, campo de futebol, pavilhão polidesportivo, entre outras.

Com estas sugestões, é impossível que ainda não esteja a fazer as malas e pôr-se a caminho de Amarante, onde cada recanto é garantia de momentos para mais tarde recordar.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta