Amarante acolheu sessão focada em histórias inspiradoras de mulheres e na igualdade de género

Amarante acolheu sessão focada em histórias inspiradoras de mulheres e na igualdade de género

Realizou-se em Amarante mais uma sessão no âmbito do projeto “ENXOVAL: Tempo e Espaço de Resistência”, promovido pela PELE e financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian. A iniciativa teve lugar no Auditório da Casa do Portela a 31 de julho.

Para além dos elementos da Associação PELE, a reunião contou com a presença da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, da Câmara Municipal do Porto, da Faculdade de Sociologia da Universidade do Porto, da Norte Vida, do CLAP e dos parceiros da Rede Social de Amarante.

O projeto ENXOVAL cruza diferentes territórios, contextos, grupos e gerações em busca de património focado nas questões do feminino, tais como músicas, histórias e objetos. Depois dessa recolha, tem lugar o processo de reinterpretação desse mesmo espólio através da criação de várias obras de arte, como composições musicais ou livros.

Desde o início do ENXOVAL, têm vindo a ser recolhidas histórias através dos grupos comunitários que participam no projeto, que se estende ao longo dos 36 meses.

O primeiro número criado neste âmbito foi “Ana, a Brava”, o qual conta um episódio da história de Ana Leite, de Vila Chã do Marão (Amarante), que, na sua juventude, caminhava diariamente “quilómetros e quilómetros” descalça, para recolher a lenha que alimentava os fornos das padarias.

Na sessão de trabalho realizada na Casa do Portela, a história vencedora foi a de “Rosalina, a sonhadora”, obra que foi alvo de uma apresentação e interação coletiva. De seguida, procedeu-se a uma contextualização do projeto, bem como a apresentação do segmento “Bravas: Histórias de Mulheres que nos inspiram”.

Seguiu-se uma partilha coletiva sobre a ação e necessidades de cada parceiro no âmbito da Igualdade de Género. A sessão terminou com a apresentação sobre a “Evolução histórica do movimento feminista em Portugal”, por Rosa Oliveira, da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta