Publicidade

banner-baiao-festas-700x259

Viagens na nossa terra: 10 locais a visitar em Castelo de Paiva

Viagens na nossa terra: 10 locais a visitar em Castelo de Paiva
Fotografia: Rui Antao

Por Castelo de Paiva, não faltam tradições, lendas que dão nomes a ilhas, nem locais de lazer. O jornal A VERDADE apresenta-lhe algumas sugestões de locais a visitar por terras paivenses, numa época do ano propícia a passeios, quer vá só ou acompanhado.

Confira 10 dos vários outros locais possíveis de passar momentos positivos em Castelo de Paiva:

1.Ilha dos Amores

Esta Ilha dos Amores não vem dos Lusíadas, nem foi elevada por Camões, mas esta ilha está ao alcance de todos quantos os que a queiram visitar. Encontra-se situada no Castelo, na freguesia de Fornos, em Castelo de Paiva.

A ilha tem uma lenda que a circunda, e se pelo caminho perguntar aos mais velhos, sabem dizê-la. Também os mais novos já a aprendem na escola: um amor proibido entre um lavrador e uma fidalga cujos encontros amorosos eram controlados pelo pai, que, para além de autoritário, não ia de feição com aquele relacionamento. Quando o jovem pediu em casamento a fidalga, conta a lenda que o casamento não foi permitido pelo pai, visto que o casamento por conveniência era o habitual naquela época para quem vinha de famílias de sangue azul.

Revoltado, decidiu colocar fim ao homem que impedia o amor concretizar-se. Matou o pai da sua amada quando este passava na margem do rio, e atirou-o à água. Com medo de ser descoberto, o jovem escondeu-se na ilha, enquanto delineava um plano para raptar a sua amada e trazê-la para junto dele.

Quando finalmente conseguiu implementar o seu plano, conta a lenda que uma tempestade engoliu a embarcação. Fala-se que a tempestade terá sido formada através do espírito do pai da fidalga, em jeito de vingança pela sua morte.

2.Praia de Pedorido

Fotografia: Jorge Pedro

A praia fluvial de Pedorido foi recentemente alvo de intervenção. Além da água e do areal, que proporciona momentos de lazer, há ainda uma extensa área de sombras, zona de campismo, casas de banho, churrasqueiras, parque infantil, parque infantil, e ainda é possível pescar neste local.

 3.Rota dos Ofícios

No dia 18 de abril, a câmara municipal apresentou a Rota dos Ofícios Tradicionais da Terra de Payva, um projeto que dá a possibilidade de “conhecer e promover artes e saberes que estavam no esquecimento”, segundo o presidente da câmara, Gonçalo Rocha.

Dentro da rota, há várias opções possíveis, entre elas: Rota da Madeira e Outros, Rota do Metal e das Pedras, Rota dos Tecidos e Calçado e Rota da Gastronomia. Esta é uma forma de potenciar a visita aos ofícios tradicionais da região e conhecer as pessoas e os processos que estão na sua origem.

4.Parque de Gramão

O Parque do Gramão fica situado em Sardoura, numa pequena ilha na foz do rio Sardoura, onde se pode usufruir da natureza que fica em redor. Foi construída uma ponte em madeira para dar acesso ao areal.

5.Monte de São Domingos

O Monte de São Domingos oferece uma vista panorâmica para o noroeste das Montanhas Mágicas. Com 400 metros de altitude, é possível observar-se o rio Douro, a cidade do Porto, e o território de Castelo de Paiva. Há nas imediações locais para piqueniques.

Nele há uma capela, com o padroeiro, São Domingos, patente na mesma. Nos dias 3 e 4 de agosto, realiza-se a romaria a este santo.

6.Anjo de Portugal

Este é um monumento emblemático em Castelo de Paiva, que fica sobre a Ponte de Entre-os-Rios que, a 4 de março de 2001, caiu. Nesta tragédia, faleceram 59 pessoas.

O “Anjo de Portugal” evoca a queda da ponte, e é um monumento escultórico com 20 metros, de onde faz parte um pedonal de betão, e um anjo pintado em tons de bronze. Ao descer as escadas que dão a um salão, é possível ver o nome das vítimas da tragédia. Este é também um local de culto.

7.Aldeias de Xisto de Gondarém e Midões

No lugar de Midões e Gondarém há duas aldeias de xisto. Este local é apropriado para fazer passeios pedestres para observar as construções das casas, que são em xisto.

O local é implantado numa encosta com paisagem marcada pelo verde, com vista sobre o rio Douro.

8.Percurso Pedestre “Viver Payva D’Ouro”

Fonte: Olhares de Payva

São cerca de três quilómetros de percurso que já está concluído dos 14 que são previstos. O “Viver Payva D’Ouro” vai atravessar Castelo de Paiva pela frente de rio Douro.

“O projeto vai avançar de forma faseada, contemplando um percurso natural, com estruturas de madeira em que sem isso seria impossível contemplar estas paisagens”, revelou o vereador da câmara municipal, José Manuel Carvalho.

No futuro, o percurso vai ainda passar junto de duas aldeias históricas, de Midões e Gondarém, e junto do Hotel Douro 41. Quando o percurso estiver finalizado, irá terminar na zona ribeirinha do Castelo, com a Ilha dos Amores de pano de fundo.

9. Monte de São Gens

É um dos pontos mais centrais do concelho e permite ver sobre Castelo de Paiva. O verde predomina nesta época do ano, e possui espaços para fazer piqueniques.

10. Parque das Tílias

Este parque possui um barco como centro das atenções. Remete à época dos pescadores, uma prática das gentes desta terra. No espaço há mesas, sombras, e muito sossego, com exceção da altura em que se realiza a Feira do Século, em que se entra numa autêntica viagem no tempo.

Agora, é partir à descoberta e ao usufruto dos locais do Tâmega e Sousa.

 

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta