Movimento ‘Juntos pelo Marco’ coloca em causa “exigência e dimensão” da mesa da assembleia da freguesia do Marco

Movimento ‘Juntos pelo Marco’ coloca em causa “exigência e dimensão” da mesa da assembleia da freguesia do Marco

O movimento independente Juntos Pelo Marco que faz parte da Assembleia de Freguesia do Marco, do concelho de Marco de Canaveses, divulgou que vai convocar uma assembleia extraordinária com o “objetivo de discutir a continuidade ou a destituição da atual Mesa da Assembleia de Freguesia”.

Segundo comunicado enviado ao Jornal A VERDADE, no dia 8 de julho, pelo movimento Juntos Pelo Marco o “presidente da Assembleia de Freguesia do Marco colocou o seu lugar à disposição no final da sessão ordinária de 18 de junho de 2019”, referindo que com esta decisão o movimento pretende “de forma responsável, transparente e exigente, defender o interesse da freguesia, onde as pessoas têm de estar acima das ideologias, devendo, antes de mais, a Assembleia de Freguesia ser o garante do exercício de liberdade e um exemplo de vida democrática”.

O presidente da Assembleia de Freguesia do Marco, Joaquim Soares, garantiu que “é mentira” o facto de ter colocado o lugar à disposição. “Não coloquei o lugar à disposição. Fui ouvir a gravação da última assembleia para não haver dúvidas. Não está dito em lado nenhum que pus o lugar à disposição”, disse.

De acordo com o presidente da assembleia, o líder da bancada Juntos Pelo Marco, Paulo Babo terá dito que “a mesa da Assembleia de Freguesia não tem exigência e a dimensão necessária para o peso político que esta freguesia ambiciona”, ao qual Joaquim Soares respondeu, no final da assembleia, que, segundo o regimento, podia ser solicitada a destituição da mesa “a qualquer altura por deliberação tomada pela maioria do número legal dos seus membros da assembleia”, explicou.

O presidente da mesa da Assembleia de Freguesia do Marco indicou que a nova assembleia acontece em setembro, pelo que podem “tomar qualquer medida, baseado no artigo do regimento”.

Neste seguimento, o movimento Juntos pelo Marco e o grupo parlamentar do PSD fizeram chegar à assembleia de freguesia, o pedido de uma reunião extraordinária para “deliberar sobre a destituição da Mesa da Assembleia de Freguesia do Marco” e sua futura eleição.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta