Publicidade

banner-baiao-festas-700x259

Festas do Marco: Município reforça a aposta no modelo iniciado no ano passado

Festas do Marco: Município reforça a aposta no modelo iniciado no ano passado

As festas da cidade e do concelho de Marco de Canaveses estão a chegar. De 17 a 21 de julho o Jardim Municipal, o Largo da Feira, o Parque de Lazer da Cidade e o Palco Principal, situado junto ao antigo Parque Radical, são os pontos de referência da edição deste ano das Festas do Marco. Várias são as atividades culturais e de lazer, que se destaca no cartaz 2019. No que toca à música, o Palco do Jardim recebe os talentos do concelho e o Palco Principal dá voz aos artistas de renome: HMB, Toy, Miguel Araújo, Anselmo Ralph, Bezegol e Anjos.

Cristina Vieira, presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, conta-nos a aposta feita para este ano.

O modelo das festas que começou no ano passado mantém-se ou reforça-se a aposta?

As Festas do Marco 2018 foram um enorme sucesso e sentimos que o modelo adotado de menos dias, um programa mais dinâmico e com maior qualidade foi a aposta certa. Claro que haverá novidades este ano, mas no essencial a identidade das Festas do Marco mantém-se.

Quais as principais novidades deste ano?

Desde logo os cabeças de cartaz. Acreditamos que mais uma vez conseguimos surpreender com tantos artistas de renome. Durante os últimos meses já muitas pessoas nos questionavam quem é que vinha às Festas do Marco este ano, dada a expectativa que criámos com as Festas 2018. Estamos certos de que não desiludimos. Outra grande novidade é a realização do Festival Luso-Espanhol de Folclore, este ano numa organização conjunta com a Rancho Folclórico Santa Eulália de Constance e que pretende ser o principal festival deste género no concelho.

O que os marcoenses podem esperar no que toca a atividades?

Temos cinco dias de intensa animação. Podemos dizer que mantivemos tudo aquilo que foram os grandes sucessos do ano passado, como as Festas com os artistas locais no Palco Jardim, o concerto do Estágio de Orquestra Sinfónica da Artâmega, o palco DJ’s e a Feira do Gado. Por outro lado vão funcionar em permanência a Festa dos Bons Petiscos e do Vinho Verde no Jardim Municipal e o Parque de Diversões no Largo da Feira.

Numa aposta com artista de renome, é objetivo tornar as Festas do Marco numa referência para a região do Tâmega e Sousa?

O principal objetivo é fazer umas Festas que agradem aos marcoenses e despertar neles sentimentos de bairrismo e orgulho pela nossa terra. Claro que também pretendemos que as Festas do Marco seja um evento de referência. Trazer pessoas de todo o país ao Marco permite melhorar a imagem do concelho, além do evidente ganho económico. Não temos dúvidas de que umas Festas do Marco como estas só engrandecem o Marco de Canaveses.

Esta é uma fase em que Marco de Canaveses começa a receber os emigrantes. A diversidade do programa das festas é também pensado nestes marcoenses que regressam à terra Natal?

Claro que sim. As Festas são também um momento de confraternização para as famílias marcoenses e certamente têm um sabor especial se forem partilhadas com aqueles que regressam a casa nesta altura do ano. Para os que não podem vir, temos preparada uma grande cobertura com diretos e vídeos diários para que possam acompanhar tudo pelos canais do município e se possam sentir mais próximos.

 

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta