Publicidade

banner-festas-do-marco-2019-700x394
Banner-Expomontemuro-2019-700x315

É de Penafiel e atuou com os melhores DJ’s do mundo com a camisola do FC Penafiel vestida

É de Penafiel e atuou com os melhores DJ’s do mundo com a camisola do FC Penafiel vestida

Entre os dias 5 e 7 de julho, decorreu na Praia do Relógio, na Figueira da Foz, o RFM Somnii, festival de música eletrónica no qual atuaram alguns dos melhores DJ’s do mundo.

Antes daquele que a organização promove como “O Maior Sunset de Sempre”, realizou-se o concurso NMAX DJ Contest, que deu a oportunidade a três DJ’s amadores de abrir o evento.

Um dos vencedores, que foram apurados de acordo com a qualidade do set que apresentassem, foi Pedro Mota, natural da freguesia de Guilhufe, em Penafiel. DJ Kanzo, nome artístico do jovem de 19 anos, atuou assim perante milhares de pessoas e fê-lo com uma homenagem ao concelho que o viu nascer, já que envergou em palco uma camisola do FC Penafiel.

“Não há palavras para descrever, as pessoas pareciam minúsculas! Foi incrível”, começou por dizer Pedro Mota ao Jornal A VERDADE relativamente à experiência que viveu na Figueira da Foz, algo completamente distinto das atuações que costuma fazer durante os fins de semana: “desde a chegada até à entrada em palco que o tratamento ao artista é completamente diferente”, sublinhou.

Na altura de subir ao palco, o jovem não hesitou e decidiu levar vestida a camisola do principal clube da cidade como forma de “levar as origens” consigo. “Senti vontade de representar a minha terra, já que fui ajudado pelos penafidelenses a ganhar o concurso. Por isso, quis usar a camisola para representar a cidade e o clube, do qual sou adepto”, confessou.

E pode esse hábito vir a tornar-se uma imagem de marca do DJ Kanzo? “Se voltar a acontecer, tenho de ter uma atitude diferente, pois a organização pode não achar piada”, revelou Pedro. No entanto, essa opção não está, de todo, descartada, dependendo do local onde atuar: “se for a um evento do género da Tomorrowland, de certeza que vou usar esta mesma camisola para continuar a representar Penafiel”, assegurou.

Para além do trabalho como DJ aos fins de semana, Pedro Mota é designer durante a semana. Essa ocupação ajudou-o na hora de escolher o nome artístico: “queria um nome que tivesse a letra K, pois ficava bem no logótipo, em conjunto com a letra Z. A ideia era as pessoas lerem o nome ‘quem sou’, com pronúncia inglesa, mas toda a gente dizia ‘kanzo’ – e assim ficou”, explicou o jovem.

Apesar de ainda não lhe ser possível viver somente da ocupação como DJ, o penafidelense quer vir a ser artista a full-time num futuro próximo. E, ao que tudo indica, essa realidade já esteve mais longe de se concretizar, dada a reputação crescente que Pedro Mota tem vindo a construir: “já produzo as minhas próprias músicas e algumas já passaram na Nova Era. Trabalho em parceria com alguns artistas conhecidos e podem encontrar músicas minhas no Spotify”, referiu com orgulho.

Publicidade

Banner-Festival-Francesinha-Felgueiras-700x446

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta