Presidentes de Baião e Resende satisfeitos com integração da ligação à ponte da Ermida no PNI 2030

Presidentes de Baião e Resende satisfeitos com integração da ligação à ponte da Ermida no PNI 2030

Os autarcas de Baião e de Resende reagiram positivamente ao anúncio feito pelo deputado Fernando Jesus sobre a proposta de integração de uma nova ligação à ponte da Ermida, sobre o rio Douro, no Plano Nacional de Investimentos 2030 (PNI 2030), definido pelo Governo Português.

O assunto foi debatido e aprovado na tarde desta sexta-feira, em sede de plenário, na Assembleia da República.

“É verdade que representa uma vitória, mas ainda não é a obra em si”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal de Baião, Paulo Pereira, relativamente às últimas notícias.

Esta obra, que inicialmente não fazia parte do PNI 2030, foi agora integrada no programa, tendo sido aprovada por unanimidade na Comissão de Inovação e Obras Públicas, na Assembleia da República, por proposta do deputado do Partido Socialista, e natural de Baião, Fernando Jesus.

De acordo com o presidente do município de Baião foi necessário “um esforço muito grande, que envolveu o empenho de muitos autarcas. Trata-se de uma obra ansiada há muito tempo, com vários avanços e recuos”.

Paulo Pereira garantiu que só descansa “quando vir a obra concluída”. No entanto, destacou a satisfação por ver a sua integração no PNI 2030. “Sei que foi trabalhada numa Comissão de Trabalho que integrou vários partidos”, considerou.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de Resende, Garcez Trindade, realçou a “iniciativa de colocar a intenção no PNI”, recordando a reunião feita no início do ano. “Juntamente com a Câmara Municipal de Baião, tomamos a iniciativa de tentar juntar os deputados do Porto e de Viseu para, através de uma conferência de imprensa, dar conhecimento público desta nossa intenção”, relembrou.

O autarca afirmou que esta “é uma ligação que é necessária”, e que agora deu mais um passo na sua concretização, destacando ainda o papel do deputado Fernando Jesus, “que apresentou este projeto”.

“Já ultrapassámos o primeiro obstáculo, agora estamos com o terreno livre para atacar de outra maneira e tentar que as pessoas responsáveis percebam desta necessidade, que é fundamental para o desenvolvimento social e económico desta região”, concluiu Garcez Trindade.

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta