Paredes: Crianças receberam carta escrita pelo Papa Francisco para se motivarem na fé cristã

Paredes: Crianças receberam carta escrita pelo Papa Francisco para se motivarem na fé cristã

Os meninos do 6.º ano da catequese de Castelões da Cepeda, em Paredes, viveram no domingo, dia 9 de junho, um momento marcante das suas vidas. Para além de ser a sua Profissão de Fé, receberam uma carta do Papa Francisco em jeito de motivação para o futuro da caminhada destas crianças na sua vida de fé.

Tudo começou quando João Gonçalves, um dos catequistas desta paróquia, lançou o desafio aos alunos do 6.º ano de enviarem uma carta ao Papa Francisco, no sentido de lhe pedirem dicas para continuarem a sua caminhada pela fé cristã, tal como João e o seu irmão fizeram quando eram mais novos. O desafio foi aceite pelas crianças que, com a ajuda dos catequistas, redigiram a carta. A 4 de março de 2019 começou a sua viagem até Roma. “Não sabíamos se iríamos ter algum dia uma resposta, mas tentamos a nossa sorte”, disse João Gonçalves.

O Papa Francisco, depois de longos minutos dedicados à redação da resposta às crianças da catequese de Castelões da Cepeda, a 13 de março a carta abandonou a cidade de Roma e voltou a esta paróquia de Paredes. “Esta carta foi enviada precisamente no dia em que o Papa Francisco assinalou o sexto aniversário do seu prontificado, o que torna ainda mais especial pois significa que o Papa iniciou esta sua fase na fé cristã no mesmo ano que os os nossos meninos entraram para a catequese”, referiu.

Os meninos estavam mentalizados de que poderiam nunca ter uma resposta do Papa Francisco, tendo em conta o elevado número de cartas que recebe todos os dias. Para o espanto deste grupo de catequese, o catequista João Gonçalves, no meio da Eucaristia da Profissão de Fé, subiu ao púlpito para entoar as palavras que o Papa escreveu para os meninos do 6.º ano de catequese. “Foi um momento emocionante. Se o objetivo da carta era motivá-los e fazer com que se mantivessem junto da nossa comunidade cristã, esse objetivo foi mais que cumprido”, começou por descrever o momento João Gonçalves.  O Padre Vitorino Soares, cúmplice do segredo guardado às crianças durante meses, deixou a emoção espelhar-se nos seus olhos. “Quando olhei para o senhor Padre vi as suas lágrimas nos olhos face às palavras do Papa”, relatou.

Todos os meninos, geradores deste momento marcante para a  Igreja de Castelões de Cepeda, receberam uma cópia da carta como prenda dos seus catequistas na sua Profissão de Fé, para que pudessem, para além da memória deste momento, reverem as palavras do Papa Francisco sempre que a fé lhes pareça dissuadir. Até porque, “Ser cristão é ser feliz, a fé deve ser vivida com um coração jovem que foi amadurecido com o amor de Jesus”.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta