Francisca Jorge é a única portuguesa ainda em prova no “Amarante Ladies Open”

Francisca Jorge é a única portuguesa ainda em prova no “Amarante Ladies Open”

Desde a passada segunda-feira, dia 10 de junho, está a decorrer nos courts do Clube Ténis de Amarante o “Amarante Ladies Open”. O torneio dedicado exclusivamente ao setor feminino, que tem um prémio final de 15 mil dólares, termina no próximo domingo, dia em que se joga a final de singulares.

A única portuguesa ainda em prova é Francisca Jorge (717.ª WTA), na vertente de pares. A vimaranense, que forma dupla com a espanhola Olga Parres Azcoitia, vai procurar alcançar a final da competição, que se joga este sábado.

Já em singulares, Francisca Jorge foi derrotada nos oitavos-de-final esta quinta-feira pela espanhola Alba Carrillo Marin, a par do que já se tinha verificado no “Lousada Indoor Open II no ano passado.

Também em singulares, a última resistente lusa foi Maria Inês Fonte, que atingiu os quartos-de-final da prova. A jovem maiata, de apenas 17 anos, procurava o apuramento para as suas segundas meias-finais do ano e da carreira, mas saiu derrotada do encontro com a irlandesa Georgia Drummy.

António Lírio, diretor do “Amarante Ladies Open”, mostrou-se agradado com a prestação das tenistas portuguesas no torneio de singulares, apesar de nenhuma delas ter conseguido terminar entre as quatro melhores. “Tivemos um número significativo de portuguesas, sete no quadro de singulares, o que é muito bom. Infelizmente, nenhuma conseguiu avançar mais”, lamentou.

Relativamente ao certame, que vai já na 15ª edição, António Lírio revelou que a adesão atingiu um número de participantes bastante significativo este ano: “tivemos quadros cheios e até houve atletas do estrangeiro que vieram e não tiveram vaga, o que é muito bom sinal“.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta