Publicidade

banner-baiao-festas-700x259

Paredes: Poeta Daniel Faria foi homenageado em Baltar

Paredes: Poeta Daniel Faria foi homenageado em Baltar

Na manhã de sexta-feira, dia 7 de junho, a Câmara Municipal de Paredes e a Junta de Freguesia de Baltar prestaram homenagem ao poeta Daniel Faria. A cerimónia decorreu no Largo Pereira Inácio, em Baltar, a partir das 9h30.

Na iniciativa evocativa do poeta nascido em Baltar, em 1971, e falecido em 1999, foi descerrada uma tela com a pintura do retrato do escritor, da autoria de Olesya Mohosh. De seguida, foram declamados poemas da autoria do autor por alunos do Agrupamento de Escolas Daniel Faria e do Colégio Casa Mãe. A par desta atividade, foram ainda distribuídos poemas pela população e cafés locais.

Para além de amigos e populares, marcaram presença no evento familiares de Daniel Faria e Beatriz Meireles, vereadora da cultura do município de Paredes.

Daniel Faria estudou Teologia na Universidade Católica e licenciou-se em Estudos Portugueses na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. O paredense optou pela vida monástica, ingressando no Mosteiro Beneditino de Singeverga, onde iniciou seu noviciado.

Entre as obras escritas pelo paredense encontram-se “Uma Cidade com Muralha” (1991), “Oxálida” (1992), “A Casa dos Ceifeiros” (1993), “Explicação das Árvores e de Outros Animais” (1998) e “Homens Que São Como Lugares Mal Situados” (1998). Já depois da sua morte, aos 28 anos, surge, em 200, a publicação póstuma das obras “Legenda para uma casa habitada” e “Dos Líquidos”.

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta