“Educar crianças e jovens para a contemporaneidade” foi tema de conversa em Celorico de Basto

“Educar crianças e jovens para a contemporaneidade” foi tema de conversa em Celorico de Basto

O Centro Cultural Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, em Celorico de Basto, acolheu no passado dia 29 de maio a palestra “Educar crianças e jovens para a contemporaneidade”. A iniciativa realizou-se no âmbito do programa “Encontros de Basto”, promovido pela CPCJ do município em parceria com o Centro de Formação de Basto.

A sessão de abertura contou com a presença da Diretora Geral da DGAE, Susana Castanheira Lopes, a representante da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, Judite Pregueiro, com o diretor do Centro de Formação de Basto, João Carlos Sousa, e com o presidente da autarquia, Joaquim Mota e Silva.

Aquando da respetiva intervenção, o autarca sublinhou que “nada está concluído em matéria de infância e juventude”. “Todos os dias há casos, situações, reflexões e todos os dias temos que ser criativos, buscar as melhores ideias e soluções em nome de uma causa que nos une a todos”, referiu.

Com reconhecimento na matéria por ter sido o primeiro presidente da CPCJ de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva realçou a importância daquela associação para a problemática em debate. “Criada numa lógica local, regional e nacional, a CPCJ tem as suas competências e existe para saber lidar com esta multiplicidade de situações que surgem com as crianças, jovens, na comunidade onde estão inseridas”, afirmou.

Depois terem sido discutidos temas como “Direitos das crianças e jovens e intervenção da CPCJ” ou “Direitos Humanos: a criança como sujeito de direitos uma questão de equidade social”, foi a vez de Judite Pregueiro apresentar o projeto Adélia.

“Este será um projeto no qual iremos trabalhar por forma a melhorar a nossa estratégia contribuindo ativamente para a parentalidade positiva e capacitação parental com ações práticas e voltadas para as famílias“, explicou Judite Pregueiro relativamente à medida, que será implementada pela CPCJ de Celorico de Basto.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta