Paços de Ferreira passa a ter uma “Capital do Móvel” a circular pelo país

Paços de Ferreira passa a ter uma “Capital do Móvel” a circular pelo país

A Associação Empresarial de Paços de Ferreira vai levar a “Capital do Móvel” para fora de portas. Todos os anos, esta associação empresarial realiza dois eventos que visam mostrar o que de melhor se produz no concelho em termos de móveis. Até então, ambos se realizavam em Paços de Ferreira mas, a partir deste ano, um deles vai passar a percorrer vários pontos do país.

A mudança chega já este ano sendo que, de 3 a 11 de agosto, a Alfândega do Porto vai albergar exposições de móveis, pensados e projetados pelo concelho de Paços de Ferreira. A motivar esta alteração está o facto de “inovar e melhorar o negócio, a imagem de Capital do Móvel”, constatou Rui Carneiro, presidente da AE de Paços de Ferreira. No entanto, frisou que “Paços de Ferreira é e sempre será a Capital do Móvel e que a mudança visa impulsionar ainda mais o mercado”.

O pensamento da mudança surgiu no ano passado, em que a Associação Empresarial propôs realizar em 2018 o evento em Lisboa. “No entanto, naquela altura ainda não era a hora certa mas, agora, achamos que é e que a Alfândega será um bom local”, explicou Rui Carneiro.

A edição da Capital do Móvel que aconteceu de 27 de abril a 5 de maio, em Paços de Ferreira, “correu muito bem” mas a AE de Paços de Ferreira considerou “que era necessário dar, este ano, um clique”. Desta forma, agosto será o mês da estreia, “num edifício que é um ícone, com condições boas para expor, onde se pode abranger um público diferente, mas sem nunca esquecer o tradicional”, frisou Rui Carneiro.

As expectativas estão elevadas no que concerne à positividade da alteração para Paços de Ferreira. Recorde-se que o segundo evento da Capital do Móvel irá passar por vários pontos do país.

 

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta