Publicidade

banner-baiao-festas-700x259

Seminário de História da Matemática realiza-se no Marco de Canaveses em homenagem a José Monteiro da Rocha

Seminário de História da Matemática realiza-se no Marco de Canaveses em homenagem a José Monteiro da Rocha

Arrancou ontem, em Marco de Canaveses, o o 32.º Encontro do Seminário Nacional de História da Matemática (SNHM), que está a decorrer no Auditório Municipal Professora Emília Monteiro da mesma cidade. O local foi escolhido devido ao tema do congresso, que visa homenagear os 200 anos do falecimento do marcoense José Monteiro da Rocha.

Este encontro iniciou pelas 09h30, onde presidiram à abertura do evento Joana Teles, em representação do presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática, Luís Saraiva, do Seminário Nacional de História da Matemática, e António Ferreira, da Associação dos Amigos do Marco.

Fernando Figueiredo, da organização do evento e coordenador do Centro de Investigação da Terra e do Espaço da Universidade de Coimbra , deu o arranque à conferência com a sua comunicação intitulada “José Monteiro da Rocha (1734-1819): notas biográficas de um matemático ao serviço do Estado”. Contou um pouco acerca do marcoense homenageado nesta conferência.

Após dedicar vários anos de investigação á vida de José Monteiro da Rocha, o conferencista informou que este era “homem multifacetado, que atravessou vários reinados. Nasce ainda no reinado de D.João V em 1734, atravessa um Reinado de D.José e teve uma vida longuíssima”, começou por informar a plateia. José Monteiro da Rocha é entendido, através dos relatos que foram recuperados em gazetas da época, como um amante da ciência e um visionário na área da matemática.

“O Jornal de Noticias e Diário da República tinham informações sobre os pais deste homem mas também ditadas pela rainha. É reconhecido por todos os seus conterrâneos, estando à frente no pensamento matemático de grandes nomes da época”, constatou o orador.

Após a intervenção de Fernando Figueiredo, seguiram outros nomes, sendo que o orador principal foi Guy Boistel, membro do Centre François Viète, Université de Nantes.

Publicidade

banner-lousada-700x262

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta