Curso Prático de Pé Diabético para cirurgiões decorreu em Penafiel

Curso Prático de Pé Diabético para cirurgiões decorreu em Penafiel

Teve início esta quinta-feira, dia 30 de maio, a terceira edição do Curso Prático de Pé Diabético para cirurgiões organizado pelo Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS).

A formação de cariz teórico-prático, acreditada e recomendada pela Sociedade Portuguesa de Cirurgia, tem a duração de três dias e realizada em parceria com o Departamento de Anatomia da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Os dois primeiros dias da iniciativa decorreram no Hospital Padre Américo, em Penafiel, enquanto que o último acontece na Faculdade de Medicina do Porto.

Este curso conta com a participação de formandos provenientes de unidades de saúde de todo o país, nomeadamente Covilhã, Porto, Lisboa, Aveiro, Açores, Torres Vedras, Leiria, Amadora, Figueira da Foz, Évora, Castelo Branco, Matosinhos, Barreiro e Santa Maria da Feira.

Pelo trabalho realizado nesta área, Maria de Jesus Dantas, cirurgiã do CHTS, responsável pela Consulta do Pé Diabético e pela direção do Curso Prático de Pé Diabético, recebeu o Prémio Bial Medicina Clínica 2016, uma das principais distinções atribuídas na área da investigação em Portugal.

Coube à investigadora premiada proceder à abertura do curso, o qual refere que “já começa a ser um clássico”, fruto das nove edições anteriores (seis delas em áreas diferentes): “quatro para médicos, enfermeiros, podologistas e outros profissionais da saúde, duas dirigidas a enfermeiros e três para cirurgiões”.

Refira-se que o CHTS continua a manter a mais baixa taxa de amputações (0,95%), sendo a média nacional de 5,5%. “Perante as metas relevantes já atingidas, é nossa obrigação refletir, colocar novos desafios e partilhar estas medidas”, concluiu Maria de Jesus Dantas.

Carlos Alberto, presidente do Conselho de Administração do CHTS, deu destaque aos resultados obtidos pela equipa da Consulta Multidisciplinar do Pé Diabético, referindo que “esta área continua a ser uma área relevante e em crescimento e tudo se deve à capacidade de juntar profissionais das diferentes áreas”, o que permite executar “mais e melhores cuidados aos doentes”.

Recorde-se que, este ano, foi inaugurado um pólo da Consulta de Pé Diabético no Hospital de São Gonçalo, em Amarante.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.