Quer votar nas Eleições Europeias e não sabe como o fazer? A Europe Direct explica

Quer votar nas Eleições Europeias e não sabe como o fazer? A Europe Direct explica

Europe Direct do Tâmega, Sousa e Alto Tâmega tem estado a sensibilizar a população para o ato de exercer o voto nas Eleições Europeias. Em Portugal, estas eleições vão realizar-se a 26 de maio de 2019. A partir dos 18 anos de idade, todas as pessoas têm direito de voto. Verificadas certas condições, é possível votar no estrangeiro

O primeiro passo para votar, afirmam, é cada pessoa estar informado sobre quem está a votos. Depois, é como saber onde têm de votar. Para tal, a entidade informa que deve ser enviada uma mensagem para o número 3838 com a mensagem: RE (espaço) número do Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade (espaço) data de nascimento (formato AnoMêsDia). O voto não pode ser feito através da Internet.

Os eleitores invisuais terão boletins de voto em braille. Conseguem, assim, votar deforma autónoma com a matriz em braille que será disponibilizada na mesa de voto. A matriz, sobreposta ao boletim de voto, possibilita o exercício de voto com uma cruz no recorte do quadrado da lista de candidatos escolhida.

Recorde-se que, em 2019, serão eleitos 21 eurodeputados, o mesmo número das eleições anteriores que decorreram em 2014. Segundo o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, “vale a pena estar-se crítico em relação ao que acontece na Europa“.

“Na eternidade, a Europa vai ser essencial. Não a deitem fora e a única forma de não o fazerem é irem votar, participarem na Europa, apostarem nela”, referiu o Presidente da República.

Há na Europa o que não há noutras partes do Mundo. É preciso votar. Participar. Pensar na Europa, criticamente, todos os dias defende o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. #EleiçõesEuropeias2019 #EE2019 #destavezeuvoto

Publicado por Representação da Comissão Europeia em Portugal em Terça-feira, 21 de maio de 2019

 

No que respeita ao Parlamento Europeu entre 2014 e 2019, foi o PME quem ocupou mais lugares, seguido do S&D. Ao todo, o Parlamento reuniu 749 lugares. Desses, a maioria eram homens, sendo que as mulheres possuem uma representatividade de 37% dos lugares.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta