“Ângela Pinheiro Home Design” de Marco de Canaveses é finalista de Prémio Mobis

“Ângela Pinheiro Home Design” de Marco de Canaveses é finalista de Prémio Mobis

A empresa ÂNGELA PINHEIRO HOME DESIGN, de Marco de Canaveses, vai estar no próximo dia 25 de maio no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões por ter sido uma das 70 empresas finalistas do XIII Prémio Mobis.

Mediante 11 categorias a concurso, a empresa marcoense é finalista na categoria “Designer e Decoração de Interiores”. Este é um evento de cariz internacional, que promove o empreendedorismo e a inovação, assim como pretende contribuir para uma maior notoriedade do setor mobiliário dentro e fora do país.

A gala vai ser apresentada por Sónia Araújo, e vai contar com a presença do presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, João Vieira Lopes, do presidente da AIMMP – Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal, Vítor Poças, e do presidente do Conselho Diretivo do IAPMEI, Nuno Mangas.

Este evento de cariz internacional, que promove o empreendedorismo e a inovação, pretende contribuir de forma decisiva para uma maior notoriedade deste setor dentro e fora de portas. Emídio Brandão, editor da MN Mobiliário em Notícia, e Diretor do Prémio Mobis, afirma que “é importante criar-se negócios aqui [no Prémio Mobis], os jovens são importantes e vão aparecer. Ao longo dos anos tem havido uma evolução muito grande, que se traduz numa crescente preocupação nas áreas do Design e da Qualidade em geral, o que tem vindo a tornar o mobiliário português mais competitivo e mais apetecível internacionalmente”.

Recorde-se que o setor do mobiliário, que de momento reúne 55.000 postos de trabalho diretos, cada vez mais tem apostado na exportação. Esta indústria, que tem tido uma evolução positiva nos últimos anos, exporta cerca de 70% da sua produção e nos últimos nove anos as exportações do setor cresceram, em média, acima dos 100 milhões de euros por ano, tornando-se num dos setores de maior destaque da economia portuguesa ao nível das exportações.

1 comentário

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

1 Comentário

  • Maria da Assunção Lourenço Cardoso Monteiro
    22 Maio, 2019, 21:16

    Gostaria de ver os seus trabalhos

    REPLY

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.