Futebol: Lousada “B” sela subida à Divisão de Honra da AF Porto

Futebol: Lousada “B” sela subida à Divisão de Honra da AF Porto

A 30.ª e derradeira jornada da 1.ª Divisão – Série 2 da AF Porto jogou-se no passado domingo, dia 5 de maio. Foi um dia de decisões no campeonato, particularmente no que à subida de divisão diz respeito, sendo três os conjuntos na luta pela promoção à Divisão de Honra da AFP: Lousada “B”, Salvadorense e Citânia de Sanfins.

Apesar de saber que, antes do apito inicial da partida, uma vitória asseguraria a tão desejada subida, o Lousada “B” não foi além de um empate a uma bola na deslocação a Parada. No entanto, face ao empate do Salvadorense em Sobrosa e da derrota caseira do Citânia de Sanfins diante do Lagares, o emblema lousadense selou mesmo a conquista.

Agora, o Lousada “B” irá disputar a fase de apuramento de campeão, que começa já no próximo domingo, dia 12 de maio, com a receção ao Desportivo de Portugal, segundo classificado da Série 1. O jogo no Estado Municipal tem início às 17 horas.

Ainda relativamente à partida do Lousada “B” frente ao Parada, refira-se que foi jogada sob condições algo peculiares. A equipa de arbitragem designada para o encontro não compareceu, pelo que, após cumpridos os 30 minutos de espera definidos pelos regulamentos (e não estando presente nenhum árbitro nas bancadas), a solução passou por recorrer aos delegados de ambas as equipas: António Alves, delegado do Lousada, assumiu as funções de fiscal de linha, enquanto que Artur Barbosa, delegado do Parada e ex-árbitro, foi o juiz principal. Já o segundo fiscal de linha foi um jovem adepto afeto ao Lousada.

No fim dos noventa minutos, registou-se um golo para cada equipa, não tendo existido decisões por parte da equipa de arbitragem com influência no desfecho da partida. Porém, gerou-se alguma polémica pelo facto de, alegadamente, o adepto que desempenhava as funções de fiscal de linha se ter juntado aos festejos da formação lousadense após o apito final.

Disso mesmo se veio a queixar a público Joaquim Santos, presidente do Citânia de Sanfins, que, recorde-se, lutava também pela subida de divisão. “Não vejo com bons olhos este procedimento, num jogo importante, que dita decisões finais no que diz respeito às possíveis subidas de divisão. Os regulamentos são para cumprir em prol da verdade desportiva”, declarou Joaquim Santos à Liga Amadora TV.

Foto: YES Lousada

banner-felgueiras-600x229

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.