Desertificação do interior preocupa jovens de Baião

Desertificação do interior preocupa jovens de Baião

A partir das 10 horas da passada sexta-feira, dia 26, a Assembleia Municipal de Jovens de Baião esteve reunida no Salão Nobre dos Paços do Concelho. A sessão contou com a presença de José Luís Carneiro, presidente da Assembleia Municipal e Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, e de Paulo Pereira, presidente da autarquia, entre outras entidades.

Nesta décima segunda reunião deste órgão, os 45 estudantes dos três agrupamentos do município –  Vale de Ovil, Sudeste e Eiriz – apresentaram conferências subordinadas a duas temáticas: alterações climáticas (Agrupamentos de Sudeste e Eiriz) e a desertificação do interior (Vale de Ovil).

O Agrupamento de Sudeste fez-se representar pelos alunos José Pedro Gaspar e Marina Trindade, que incentivaram a mobilização dos jovens nos lugares cimeiros para a “construção de um mundo melhor”, objetivo cuja concretização, na opinião dos oradores, passa pelos seguintes passos: a redução de consumos, a rentabilização de recursos, o evitar de desperdícios, e, por fim, o investimento em “educação ambiental, nas energias renováveis e nas tecnologias limpas”.

Por sua vez, Patrícia Soares, representante do Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil, mostrou ao público preocupações em torno da temática “Despovoamento do Interior”. “Apesar do esforço de muitas autarquias, o interior do país está a perder pessoas. A falta de oportunidades de emprego leva os jovens a abandonar os locais onde nasceram, acreditando que podem encontrar um futuro melhor”, referiu. No entanto, disse considerar que este problema pode ter uma solução à vista: “há alguns sinais de esperança e exemplos que contrariam este panorama”.

A última intervenção pertenceu a João Ribeiro, do Agrupamento de Escolas de Eiriz, que também se focou em questões ambientais. “Tendo em conta a sustentabilidade dos recursos, é urgente reduzir os impactos ambientais, conciliando assim o progresso e tecnologia, procurando soluções que mitiguem os problemas”, explicou.

No final das intervenções, Paulo Pereira fez um balanço da iniciativa, que foi gratuita e aberta à população em geral. “É preciso refletir sobre este e outros temas que dizem respeito às nossas vidas, todos os dias, e não apenas em ocasiões como estas”, afirmou o autarca.

Já José Luís Carneiro destacou a “qualidade, a pertinência e a eloquência” dos jovens durante o evento, que disse ter por objetivo “estimular a participação dos mais jovens para a vida cívica e institucional”.

No dia 8 de maio, estes jovens vão ter oportunidade de fazer uma visita guiada à Assembleia da República, em Lisboa.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta