Empresa de mobiliário e tecidos de Paços de Ferreira abandona uso de peles de animais

Empresa de mobiliário e tecidos de Paços de Ferreira abandona uso de peles de animais

A Cabeceiras.pt, empresa de mobiliário e tecidos sediada em Paços de Ferreira, anunciou na quarta-feira, dia 3 de abril, que vai deixar de produzir e comercializar produtos com peles de animais.

Segundo divulgou a firma, esta decisão foi tomada com o intuito de se tornar ambientalmente responsável e ‘animal friendly’. Apesar de perder 300 referências do respetivo portefólio de tecidos, a companhia garante poder agora “oferecer alternativas melhores e mais sustentáveis aos consumidores e principalmente ao planeta”.

Esta ideia terá partido da diretora de Marketing e Comunicação da empresa, Cristina Pereira Leonor, que se mostrou agradada por esta ter sido posta em prática. “Estou muito feliz com esta mudança e, principalmente, com a recetividade das pessoas hoje em dia para esta temática da sustentabilidade”, referiu.

Cristina Leonor explicou ainda que as vantagens dos materiais alternativos às peles verdadeiras vão além das razões ambientais. “As peles sintéticas têm soluções fantásticas, melhores até, pois, não sendo organismos vivos como as peles naturais, não sofrem alterações (como a desidratação), não têm defeitos (por isso, o aproveitamento é maior) e até são mais fáceis de limpar e manter com um excelente aspeto”, garantiu.

Com a medida de utilizar somente tecidos de origem sintética nos seus produtos, a Cabeceiras.pt junta-se ao movimento de reconhecidas marcas e estilistas mundiais, tais como Armani, Chanel, Galliano, Gucci, Ralph Lauren, Versace, Victoria Beckham, entre outras.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta