Paredes: Decorações Gina confirmam tradição de renovação de lares na Páscoa

Paredes: Decorações Gina confirmam tradição de renovação de lares na Páscoa

A limpeza da casa na Páscoa é famosa de norte a sul do país. Na região do Tâmega e Sousa não é exceção. E não é também pelas novas decorações. É que a Páscoa corresponde ao início da nova estação – a Primavera.

E é por esta altura que as casas se voltam a abrir, as limpezas gerais acontecem e claro as decorações do lar são uma tentação. Foram muitos meses em tons mais escuros, frios de Inverno. É altura de dar cor à casa.

A Decorações Gina por esta fase vive dias de muito trabalho. São a maior casa de cortinas do país, estão bem no centro da cidade de Paredes há 38 anos e há cerca de 10 anos no Parque das Nações, em Lisboa. Mas nem só de cortinas vive esta empresa familiar de Gina, Carlos e Sara Rego. Gina e Carlos Rego começaram com cortinas num espaço pequeno e atualmente têm a maior casa de cortinas e decorações do país. Têm produção têxtil própria. De acolchoados, lençóis, tapeçaria e decoração têxtil tudo pode ser feito à medida.

Na Páscoa, o trabalho “já foi mais, mas como coincide com a primavera ainda é uma altura de muito trabalho. As pessoas gostam de arranjar a casa para receber família, amigos e o compasso”, avança Carlos Rego, o proprietário que há 38 anos trocou a condução dos transportes públicos do Porto pela empresa que criou com a esposa.

As cortinas não são um produto que se troque a cada ano, no entanto os têxteis lar são mais “acessíveis e as pessoas não resistem em mudar mais facilmente”, adiantou.

Toalhas de mesa, colchas, edredons, mantas e atoalhados de casa de banho são os mais procurados para dar uma nova vida à casa. E engane-se quem pensa que só as mulheres se encarregam de preparar esta época. Sara Rego, filha dos proprietários, decoradora de interiores, garante que os homens já começam a pensar no lar num todo, inclusive com uma decoração que lhes transmita “conforto”.

E se a preparação destes têxteis antecedem o fim de semana da Páscoa, a verdade é que “os clientes só querem nessa altura porque antes estão dedicados às limpezas e até a pintar as casas”, sublinhou Sara Rego. “A preparação da Páscoa ou primavera começa quando o sol aparece e as pessoas querem por tudo para lavar. Depois como estão cansadas do que têm exposto do inverno, raramente lavam e voltam a colocar. Querem novo, com mais cor para arejar a casa”, descreve a decoradora de interiores. E é por isso que o trabalho acumula, todos querem na mesma altura e para os mesmos fins.

A Decorações Gina trabalha toda a região do Tâmega e Sousa como todo o país. A filial em Lisboa traz diariamente muito trabalho para esta casa sediada em Paredes. Mas não se ficam apenas por particulares, são ainda fornecedores de empreendimentos hoteleiros, tais como os conhecidos barcos do Douro Azul, e mais recentemente do paquete MS World Explorer.

 

Publireportagem

A Verdade
ADMINISTRATOR
PERFIL

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta