Lousada: Campeões em título do campeonato PTRX arrancam com vitória no horizonte

Lousada: Campeões em título do campeonato PTRX arrancam com vitória no horizonte

Os motores já se fazem ouvir na pista da Costilha, em Lousada. Deu início esta manhã os treinos para a 1ª prova da temporada do Campeonato de Portugal de Ralicross 2019.

Joca Gonzaga no Kartcross, Pedro Tiago ralicross classe A1.6 e João Ribeiro, ralicross na classe S1600 entram no Eurocircuito de Lousada com o título de campeões nas respetivas classes e garantem querer “renovar o título”.

Em declarações ao Jornal A VERDADE, João Ribeiro que na época 2018 fez a “dobradinha” conquistando campeonato pela segunda vez e vencendo a Taça de Portugal, avançou que este ano a equipa JRmaquinaria não traz novidades no que respeita ao Saxo. “Não temos qualquer tipo de novidade em termos mecânicos, já não é fácil evoluir um carro tão antigo, mas vamos nos tentar concentrar ao máximo os esforços na parte humana (piloto e mecânicos) que pode sem dúvida, fazer toda a diferença”.

Questionado pelos adversários, João Ribeiro mostrou respeito por todos. “Não consigo prever quem são os mais rápidos este ano, existem carros novos e muito bons, assim como pilotos. Respeitamos todos por igual”, afirmou o piloto que entra em jogo na nova temporada muito perto de casa e que contará com o apoio dos amigos no Eurocircuito. “Gosto muito da pista da Costilha, mas também sei que é onde os adversários mais treinam e podemos ter alguma desvantagem nisso mesmo. Contudo, estar próximo de casa e ter amigos presentes, vai com certeza dar uma força extra”, disse o campeão em título.

Na mesma categoria, parte também Joaquim Machado que vai competir ao volante do Peugeot 208. Adquirido na fase final da época passada, o veículo chegou a ser utilizado pelo piloto natural de Penafiel em duas provas: no Rali de Sever do Vouga e na Taça de Portugal, em Montalegre. “Foram duas provas que serviram para uma certa habituação ao carro, pois ele é um pouco diferente do 206 a que estava habituado”, confessou Joaquim Machado.

Considerando “obrigatório” participar nas oito jornadas do campeonato, o piloto prometeu “dar o melhor em todas as provas, desejando que tudo corra dentro do normal”. E o objetivo de Joaquim é claro: “vamos lutar pela vitória em todas elas, esperando que, no final da época, estas se transformem no título”.

Pedro Tiago Soares, da classe A1.6, arranca com a vantagem do fator “casa”, não fosse ele piloto de Lousada e habituado à pista da Costilha. Na sua página oficial do facebook garante começar a nova época com o objetivo de “tentar renovar o título alcançado o ano passado. Esperamos muitas lutas durante a época mas no fim esperamos novamente vencer”.

Como adversário encontra o conterrâneo Leonel Sampaio. À semelhança do que se sucedeu no ano passado, o piloto vai competir com um Citroën Saxo, estando a assistência a cargo da Kaxa & Motor.

A época transata significou um período de adaptação para o então estreante Leonel Sampaio. “No ano passado tudo era novo para mim: o carro, as pistas e as afinações necessárias para cada uma delas. Foi uma época para aprender a modalidade”, confessou.

Agora, já com “calo” na categoria Nacional A1.6, Leonel assume com determinação. “Vou dar o meu melhor em todas as provas. Vou lutar pelo pódio e pela vitória, desejando que tudo decorra dentro do esperado”, concluiu.

No Kartcross, Joca Gonzaga e equipa aceleram para a conquista de mais um campeonato. É pelo menos o objetivo do piloto que em declarações ao Jornal A VERDADE disse “o objectivo deste ano passa muito por conseguir lutar pelas vitórias em todas as provas. A conquista de um novo campeonato é uma ideia que nos agrada e funciona como um estímulo extra. Mas estabelecer o campeonato como único objectivo seria limitativo. Queremos lutar por cada corrida”.

O Kartcross que apresenta uma nova imagem, tem ainda novidades mecânicas. “Fizemos algumas alterações ao nosso kartcross, nomeadamente ao nível da transmissão, e as sensações foram boas. Mas o processo atrasou um pouco a preparação da época, pelo que estes dias foram passados a ultimar detalhes no equipamento de trabalho da equipa. Mas estamos prontos!”, garantiu o piloto lousadense.

Nos adversários, sabe que terá uma luta difícil. “O Pedro Rosário voltará muito forte, assim como o Luís Almeida. Temos ainda alguns pilotos espanhóis, nomeadamente o Maikel Vilariño, que é também muito forte. Vai ser um campeonato muito interessante e competitivo”, admitiu o piloto detentor do título que entra em competição “em casa”. “Correr na Costilha é sempre especial. Além do público e do apoio que sentimos, há sempre um sentimento de estar “em casa” que nos deixa mais confortáveis. Mas nem por isso as vitórias são mais fáceis porque há muitos pilotos a conduzir bem nesta pista. Mas vamos tentar estar fortes e lutar pelos primeiros lugares!”, concluiu.

Hoje e amanhã muitos outros pilotos entram em pista para o arranque da nova temporada. Adão Pinto e Nuno Araújo representam Penafiel no Eurocircuito de Lousada, que garante entrada gratuita para as mulheres.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta