Publicidade

banner-festas-do-marco-2019-700x394
Banner-Expomontemuro-2019-700x315

Venda de duas toneladas de Cavacas de Resende revelam sucesso da 13.º edição

Venda de duas toneladas de Cavacas de Resende revelam sucesso da 13.º edição

No passado fim de semana, dias 30 e 31 de março, Resende foi sinónimo de doçaria tradicional, fruto da realização da Festa das Cavacas. Pela primeira vez, o evento teve a duração de dois dias e foi realizado no Largo da Feira, no centro da vila.

Com reputação crescente no panorama nacional, o doce caraterístico daquela região trouxe milhares de visitantes ao festival. No total, foram vendidas mais de duas toneladas de cavacas, que esgotaram a meio da tarde de domingo.

Contudo, apesar de ter sido cabeça de cartaz, não só desta iguaria se fez a festa em Resende. A par dos 25 produtores deste doce, os expositores do recinto exibiram também outros produtos confecionados na região: artesanato, licores, compotas, vinhos e enchidos.

A música e animação também marcaram presença no evento através das atuações dos seguintes grupos: Grupo de Bombos “Bom’ Mouros”, Classe de Conjunto de Concertinas e Acordeões da Academia de Música de Resende, Grupo “Estrelas da Primavera”, Rancho de Danças e Cantares de S. Cipriano, Grupo de Rock da Academia de Música de Resende, Grupo MH2, Grupo de Bombos da Associação “Padre Antonino Pinto Duarte”, Escolas de Música das Bandas “Velha” e “Nova” de S. Cipriano, Grupo “Tom Vintém e Amigos”, Grupo de Danças e Cantares “Os Moleiros” de Sta. Maria de Cárquere e Grupo FOLKYOU.

No domingo, teve lugar a entrega de prémios relativos ao concurso “Melhores Cavacas da Festa das Cavacas”, que se realizou pelo sexto ano consecutivo. Os três produtores vencedores, cujos respetivos produtos deleitaram os visitantes mais do que quaisquer outros, foram os seguintes: em 1º lugar, Carla Silva (1.250 euros de prémio); em 2º, Ilda Vasques (750 euros); em 3º, Rosa Silva (500 euros).

No decorrer do evento, Garcez Trindade, presidente da Câmara Municipal de Resende, mostrou-se satisfeito com o sucesso da iniciativa, já que foi cumprido o objetivo de “promoção do concelho e de um dos seus produtos de excelência que identifica a tradição e a história de Resende, atraindo cada vez mais visitantes à região e, consequentemente, contribuir para a dinamização da economia local”.

O autarca, que, em tom de brincadeira, colocou a hipótese de vir a ser conhecido como o “presidente das cavacas”, aproveitou ainda a ocasião para desafiar os visitantes a marcarem também presença no Festival da Cereja, que se realiza nos dias 1 e 2 de junho.

Publicidade

Banner-Festival-Francesinha-Felgueiras-700x446

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta