Marco de Canaveses: Redução do preço dos transportes “terá um grande impacto no orçamento das famílias”

Marco de Canaveses: Redução do preço dos transportes “terá um grande impacto no orçamento das famílias”

É já a partir do próximo dia 1 de maio que centenas de famílias da região do Tâmega e Sousa vão beneficiar de passes de transportes públicos mais baratos. Marco de Canaveses não é exceção, nomeadamente na ligação de comboio até ao Porto. Esta medida será aplicada no âmbito do Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART).

Desta forma, os atuais 80 euros que os utentes pagam, mensalmente, para viajarem de Marco de Canaveses até ao Porto, passarão para metade do valor, ou seja, 40 euros.

Cristina Vieira, presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses afirmou que esta nova medida “terá um grande impacto no orçamento das famílias marcoenses”, recordando que atualmente são cerca de “300 as pessoas que, diariamente, fazem a viagem Marco-Porto e Porto-Marco para estudar ou trabalhar”.

A autarca explicou também que, dos cerca de 246 mil euros destinados a Marco de Canaveses, cerca de 60% desse valor “fica no bolso das famílias”, uma vez que será aplicado na redução de tarifas, o restante será investido na melhoria da rede de transportes. “É um enorme ganho em termos de orçamento familiar e ao mesmo tempo um incentivo para que mais pessoas passem a usar o transporte público, uma atitude mais sustentável e ecológica, e economicamente mais vantajosa para o país e as famílias”, sublinhou.

Para além dos titulares de passes mensais, a medida de redução de tarifas será também aplicada aos conjuntos de 10 viagens pré-compradas, que passam a custar 50% do preço atual.

Prevista está ainda a criação de uma rede intermunicipal para ligar todas as sedes dos 11 concelhos da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa ao Hospital Padre Américo em Penafiel, bem como o reforço das redes de transporte por forma a servir populações mais isoladas e áreas ainda sem oferta de transporte público.

Cristina Vieira lembra que este investimento no incentivo ao uso de transporte coletivo pode atrair residentes a concelhos como o Marco de Canaveses.  “Com uma rede de transportes coletivos eficiente e a baixo custo, as pessoas que trabalham no Grande Porto podem procurar casa e fazer as suas vidas nestes concelhos uma vez que os preços da habitação são muito menores e a qualidade de vida é melhor”, concluiu.

A redução dos preços dos passes será executada através do financiamento de 1,8 milhões de euros do Governo à CIM do Tâmega e Sousa ao abrigo do Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART) em que cada município, incluindo o Marco de Canaveses, comparticipa com um valor correspondente a 2,5% da verba recebida do Estado.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.