Escritor António Mota homenageado pela autarquia de Baião

Escritor António Mota homenageado pela autarquia de Baião

António Mota vai receber amanhã, dia 23 de março, a Medalha de Mérito Cultural do município de Baião. A consagração do escritor baionense vai realizar-se no Mosteiro de Santo André de Ancede, pelas 15h30.

Em comunicado, a autarquia, que celebra o seu aniversário no mesmo dia, refere que esta homenagem ao escritor surge “pelo seu papel preponderante na promoção da cultura e da literatura portuguesa ao longo dos seus 40 anos de carreira”.

Nascido em Vilarelho, na União de Freguesias de Campelo e Ovil (Baião), António Mota é professor e autor de literatura para crianças e jovens. A sua primeira obra – “A Aldeia das Flores” – data de 1979 e foi escrita especialmente para os seus alunos.

Desde então, as largas dezenas de livros que escreveu têm-lhe valido a atribuição de alguns prémios, tais como o Prémio da Associação Portuguesa de Autores (1983), para “O Rapaz de Louredo”, ou o Grande Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens (2006, na categoria “Livro Ilustrado”), relativo à obra “Se eu fosse muito magrinho”.

Nomeado em 2010 para os Prémios de Autor da SPA/RTP na categoria “Literatura Infanto-juvenil” com o livro “Pinguim”, foi ainda, em 2013 e 2014, escolhido como candidato português ao prémio literário sueco Alma.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta