Atleta de Amarante é o único representante de Portugal no Mundial de Corta-Mato

Atleta de Amarante é o único representante de Portugal no Mundial de Corta-Mato

Rui Teixeira, atleta do Sporting CP, será o único português a disputar o Mundial de Corta-Mato de Aarhus, na Dinamarca, que se vai realizar a 30 de março. O amarantino, atual campeão nacional de corta-mato longo, regressa à competição na qual participou uma vez, em 2007, tendo terminado em 123º lugar.

Orgulhoso por voltar a vestir a camisola de Portugal numa grande competição internacional, Rui Teixeira acredita que este feito é fruto do seu trabalho diário. “Trabalhei muito para ser o melhor e, felizmente, esse objetivo foi alcançado”, afirmou.

O dito popular de que “quem corre por gosto não cansa” aplica-se na perfeição (e de forma literal) ao amarantino, ao qual a vida de atleta dá “imenso prazer”. Isto porque, segundo Rui Teixeira, o difícil caminho até se ser atleta de alta competição torna aqueles que o percorrem “mais confiantes, mais capazes, aumenta a nossa autoestima e, acima de tudo, faz de nós melhores cidadãos para o mundo”, assegurou.

No caso de Rui Teixeira, esse caminho teve início aos 20 anos, quando percorria as ruas da aldeia sozinho sob o olhar reprovador da população. “Há uns anos, quando me iniciei no atletismo, com 20 anos, chegava a sentir um pouco de vergonha de andar pela minha aldeia a correr sozinho. Era fácil ouvir coisas do género: devias era ir trabalhar! Hoje em dia, felizmente, já não é assim, vê-se cada vez mais pessoas a praticar desporto”, contou.

Amarantino de gema, Rui Teixeira garante que os benefícios de correr na cidade não se ficam pela saúde. “Faz com que Amarante fique ainda mais jovem e mais bela, além de atrair cada vez mais visitantes que ficam apaixonados pelas nossas paisagens, pela gastronomia e pela forma como são recebidos”, assegurou.

A ligação que partilha com a cidade banhada pelo Tâmega é frequentemente mencionada pelos órgãos de comunicação social, o que deixa Rui extremamente agradado. “Sinto uma enorme felicidade quando vejo nos jornais nacionais ou na televisão o ‘Amarantino Rui Teixeira’. Cresci a ver grandes figuras do desporto e da cultura da nossa cidade e não imaginava que, um dia, também eu iria mostrar  pelo país e pelo mundo a força e a fibra de que as gentes da nossa terra são feitas”, confessou.

Quando faltam poucos dias para viajar para a Dinamarca, o atleta participa neste momento no estágio promovido pela Federação Portuguesa de Atletismo. Apesar de não ser fácil estar longe da família, Rui Teixeira está ciente de que esse sacrifício é necessário para chegar ao topo. “Só assim se pode chegar aos resultados que pretendemos, abdicando muitas vezes de tempo em família. Mas sei que os meus familiares compreendem, pois são a base do meu sucesso”, referiu.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.