Alunos de Marco de Canaveses juntam-se à Greve Climática desta sexta-feira

Alunos de Marco de Canaveses juntam-se à Greve Climática desta sexta-feira

Começou por uma adolescente sueca, de 16 anos, e rapidamente se alastrou por todo o mundo. O movimento Fridays For Future chegou a Portugal e, para esta sexta-feira, dia 15 de março, está agendada uma manifestação a nível global.

O movimento começou no ano passado quando a jovem sueca Greta Thunberg faltou às aulas de 20 de agosto a 9 de setembro, data das eleições gerais na Suécia, para protestar contra a falta de ação do governo sueco face às alterações climáticas. Após as eleições a greve climática continuou, no entanto apenas à sexta-feira.

Rapidamente o protesto se alastrou por todo o mundo, chegando também a Portugal e, mais especificamente, ao Marco de Canaveses. A jovem Luzia Cardoso, de 12 anos, é a mandatária deste protesto em terras marcoenses. Aluna na Escola EB 2,3 do Marco de Canaveses, a adolescente reuniu um grupo de alunos que, esta sexta-feira, se concentrarão em frente à Câmara Municipal de Marco de Canaveses para protestaram contra à inércia por parte do Governo.

Em conversa com o Jornal A VERDADE, a mãe da adolescente, Luzia Peixoto, explicou que, em Portugal, há pouco tempo atrás, estudantes de Porto, Lisboa e Coimbra juntaram-se para trazer o movimento para terras lusas. “A partir daí, como uma bola de neve, mais cidades se foram juntando. As crianças estão a tentar fazer-se ouvir junto dos Governos, da população, para que todos fiquem a perceber a gravidade das alterações climáticas”, referiu.

Ao aperceber-se que o movimento não “estava a ter voz em Marco de Canaveses”, Luzia Peixoto lançou o reto à filha. “Ela achou interessante, falou com as amigas e num instante a greve começou a ter algum impacto. Foi bem recebida pela direção, pelos professores e os meninos amanhã estarão às 10h30 na câmara para se fazerem ouvir”, sublinhou.

De acordo com a mãe da adolescente “há muito interesse das crianças da escola e toda a gente já fala da greve”, recordando que o protesto está a ser promovido, em todo o país por crianças do terceiro ciclo e do ensino secundário, no entanto no concelho de Marco de Canaveses “foram as crianças mais novas que tomaram a iniciativa”.

Luzia Peixoto revelou ainda que, após conversar com os outros pais, foi feito um comunicado à direção da escola para que as faltas das crianças fossem justificadas. “Vou esperar pela resposta. Esperamos que seja positiva”, concluiu.

Vários são os grupos de jovens que, por todo o mundo, se juntam esta sexta-feira, dia 15 de março, para protestarem contra a inércia dos Governos relativamente às alterações climáticas. A Greve Climática tem início às 10h30 e a sua finalização está previstas para as 13h30.

Importa ainda referir que a jovem que iniciou este movimento, Greta Thunberg, foi nomeada esta quarta-feira, dia 13 de março, por três deputados noruegueses, para o Prémio Nobel da Paz.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.