Amarante: Mais de 250 pessoas em convívio dos Bombeiros Voluntários de Vila Meã

Amarante: Mais de 250 pessoas em convívio dos Bombeiros Voluntários de Vila Meã

Foram mais de 100 participantes que se juntaram para a caminhada organizada pelos Bombeiros Voluntárias de Vila Meã no passado domingo, dia 10 de março. Durante a tarde, foram mais de 250 pessoas que se juntaram para participarem no “Come do Porco”, um convívio que pretende fomentar laços entre os bombeiros e a população.

Para Ricardo Vieira, presidente dos bombeiros, estes eventos têm por objetivo unir a população e dar-lhes a conhecer e a usufruir do quartel. “Se não fossem estas iniciativas se calhar não vinham cá”, disse satisfeito com o número de pessoas que conseguiram cativar para esta última iniciativa.

O dia começou pelas 9 horas, junto ao quartel, tendo seguido para a freguesia vizinha de Figueiró, local onde começou efetivamente a caminhada. Os participantes ficaram satisfeitos com o percurso e por ver pessoas que já não viam há muito tempo. Por esse motivo, Ricardo Vieira admite que o objetivo desta iniciativa “foi mais do que cumprido”, falando em sucesso. 

A Igreja se Santa Cristina foi o ponto de partida para que os participantes passassem uma manhã entre caminhos rurais, atravessando quintas e campos que serviram de boas paisagens para fotografias e memórias do percurso.

Sucesso esse que transitou para a atividade que aconteceu durante a tarde de domingo onde 250 pessoas se juntaram no quartel dos bombeiros para “comer, beber e conviver”. “Nem sempre a adesão é como nós desejamos mas este fim-de-semana com mais de 250 pessoas a conviverem connosco no quartel é um sinal e agradável”. 

Toda a receita reverte para os Bombeiros, entidade organizadora. Estas iniciativas começaram aquando de uma crise financeira grande, em 2011, e têm tido várias ao longos dos anos. “Inicialmente o objetivo principal era angariar receitas mas agora isso já não é assim, não há tantas carências, mas continuar com as atividades é um sinal de vitalidade dos nossos bombeiros”, disse Ricardo Vieira.

As receitas vão reverter para ajudar na construção do Lar de Terceira Idade, uma obra a rondar um milhão de euros. “Queremos que a obra arranque logo que possamos visto que o projeto já está feito e já deu a entrada na segurança social. Todo o dinheiro é para essa obra porque é uma carência não só de Vila Meã como do Tâmega e Sousa e, por isso, queríamos ajudar a colmatar essa lacuna”, frisou Ricardo Vieira.

As atividades vão continuar ao longo do ano. A próxima está prevista para este sábado, dia 16, com uma recolha de sangue no quartel dos Bombeiros Voluntários de Vila Meã.

No dia 28 de abril haverá as comemorações do aniversário da corporação. Em maio decorrerá uma aula de zumba solidária e em junho o tradicional passeio de motas motorizadas.

 

banner-felgueiras-600x229

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.