Cinfães: Sr. Amaral completa hoje um século e é o mais velho da aldeia de Vilar de Arca

Cinfães: Sr. Amaral completa hoje um século e é o mais velho da aldeia de Vilar de Arca

Hoje, dia 11 de março, a aldeia de Vilar de Arca, na freguesia de Santiago de Piães, do concelho de Cinfães, está em festa. Manuel do Amaral Semblano, ou Sr. Amaral, como é conhecido na aldeia, celebra 100 anos de vida.

A família, composta por um filho, dois netos e três bisnetos, juntou-se para celebrar a vida do Sr. Amaral e passar o dia com o familiar mais velho. “Viemos almoçar com ele e cantar-lhe os parabéns”, explicou ao Jornal A VERDADE Carla Sembleno, neta do centenário. No entanto a festa “a sério” só acontece no domingo. “Vamos fazer uma festa grande para toda a gente da aldeia, com porco no espeto e tudo”, sublinhou.

Carpinteiro de profissão, o centenário “anda sempre bem-disposto”, contando sempre, a quem com ele fala, uma história ou uma anedota. “Tem sempre algo para nos contar e para nos fazer rir. Ele anda sempre humorado e a sorrir”, referiu a neta.

Ainda vive com a esposa que é 15 anos mais nova. Apesar da idade avançada é Manuel do Amaral Semblano que cuida da mulher. “É ele que aquece a comida e ajuda a vesti-la”, disse a neta, com orgulho no avô, que garante “estar completamente lucido”. “Ele ainda anda pelo próprio pé”, constatou.

Com o objetivo de “viver um dia de cada vez”, Manuel do Amaral Semblano é o mais velho da Aldeia de Vilar de Arca e o único a atingir a marca de um século. Hoje é o dia do seu aniversário, mas é domingo, dia 17, que toda a aldeia se junta para celebrar a vida do Sr. Amaral.

1 comentário

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

1 Comentário

  • Maria Maura
    20 Julho, 2019, 17:55

    Olá, sou professora universita´ria e estou fazendo uma pesquisa para o meu marido, Sérgio Luis da Costa. Ele é neto de portugueses que saíram de Cinfães no início do século XX e vieram para o Rio de Janeiro, Brasil. Gostaríamos de manter contato com a família. O avô de Sérgio se chamava Maximino da Costa, filho de Alexandre da Costa e Maria de Jesus. A Avó de Sérgio se chamava Amelia do Amaral Moreira, filha de Joaquim da Silva Moreira e Virgínia do Amaral. Todos eram de Cinfães. Agradeço a quem puder nos dar contatos da família. Será que Sérgio é parente distante do Sr. Amaral?

    REPLY