Especial Mulher: Ana Cordeiro Valente do conforto da Foz para o Amor de Marco de Canaveses

Especial Mulher: Ana Cordeiro Valente do conforto da Foz para o Amor de Marco de Canaveses

Ana Cordeiro Valente deixou o conforto da Foz no Porto para ser profissionalmente feliz em Marco de Canaveses.

O curso de farmácia podia bem ter sido de Medicina porque as notas escolares assim o permitiam, mas cedo Ana Cordeiro Valente sabia o que queria no futuro. E o seu lado empreendedor não deixou dúvidas. Farmácia foi a escolha porque queria ter o seu negócio. Ainda assim podia ter escolhido ficar pelo Porto, mas o amor falou mais alto e Marco de Canaveses foi a terra que escolheu para fazer vida. A vida profissional começa na freguesia de Tabuado e anos depois centra-se na cidade de Marco de Canaveses. Hoje, a Farmácia Nova é uma referência no concelho e não há quem não identifique a “Drª Ana à farmácia”.

O Amor pelo trabalho e pela família fixaram-na por terras paternas. Na altura namorado, hoje marido e companheiro de trabalho, também pesou na decisão. Ana Cordeiro Valente diz que “se fosse hoje talvez fizesse o mesmo percurso mesmo com todas as dificuldades que tive de ultrapassar”.

O negócio da farmácia depende do “maior e melhor cliente, o estado. São eles que decidem o preço, são eles quem compram da maior fatia, mas também são eles que dificultam mais a vida”, assume a responsável pela farmácia que quis que se distinguisse pelo atendimento próximo e direto ao cliente. “Perguntar porque tomava ben-u-ron foi das primeiras polémicas desde que cheguei ao Marco de Canaveses. As pessoas não percebiam, mas a verdade é que em Portugal, e cá não era exceção, a automedicação é extrema e traz problemas graves à saúde”, afirma Ana Cordeiro Valente.

Esta forma de estar no negócio e na vida, de confrontar, questionar sempre que a dúvida aparece sobre um problema vem de muito jovem. Segundo Ana Cordeiro Valente “desde pequena que sempre questionei tudo e certamente herdei da minha mãe. Mulher de garra que nunca deixou de acreditar nas lutas que ao longo de décadas travou”.

A “Drª Ana da farmácia” como é sobejamente conhecida herdou da mãe o lado solidário. É fácil encontrar uma ligação da Farmácia Nova a uma instituição do concelho do Marco de Canaveses, e não só. São muitas as causas a que se junta, e confessa que “há sempre uma visão feminina que me puxa para as causas”. Exemplo disso é a campanha «Mãe bombeira» em que Ana Cordeiro Valente numa atividade dos Bombeiros Voluntários de Marco de Canaveses observou uma bombeira grávida e de imediato quis associar-se com a entrega de saco de maternidade com produtos para os bebés filhos de bombeiros.

Mas são muitas outras iniciativas a que se associa porque “assim fui educada, formada e porque ser mulher também é isto. É estar atento e dar um pouco mais de nós. Sempre ciente que não somos obrigados a dar nada. Não é porque somos empresários que temos obrigação. No caso, considero que devo e posso, naturalmente”, defendeu Ana Cordeiro Valente que tem uma opinião muito vincada sobre “responsabilidade social”.

“Ajudar a comunidade nem sempre está em doar, posso e devo juntar-me a causas de luta para melhorar a vida dos outros” é neste sentido que Ana Cordeiro Valente há vários anos está, também, na política.

A par de todas as lutas profissionais e sociais há uma que trava há 13 anos e que lhe faz “brilhar os olhos todos os dias”. Chama-se Tomás e é “o projeto mais bonito da minha vida”. É o filho que tanto desejou e que apesar do tempo contado “nunca ficou em segundo plano. Sempre nos organizamos em família para que o Tomás tivesse o acompanhamento diário do pai e da mãe”, adiantou Ana Cordeiro Valente que diz ser a maior prova da vida “ser mãe”.

O tempo esse “é nosso e fazemos dele o que as prioridades ditarem. Há tempo para tudo desde que bem organizado. O Fernando (marido) ajuda muito na organização empresarial e familiar. Sempre tive o apoio e nunca achei que o tempo fosse pouco para todos”, conclui a mulher que em casa e no trabalho leva o rigor e a alegria de viver.

banner-felgueiras-600x229

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.