Especial Mulher: A opinião de Anabela Vasconcelos

Especial Mulher: A opinião de Anabela Vasconcelos

As Nações Unidas comemoram, desde 1975, o Dia Internacional da Mulher a 8 de março. Diz a história que “ várias mulheres operárias de fábricas de têxteis tinham organizado um protesto por melhores condições de trabalho e melhores salários em 8 de março de 1857, em Nova Iorque, quando foram atacadas e dispersadas pela polícia e que, depois de ocuparem uma fábrica, ocorreu um incêndio onde cerca de 130 mulheres morreram queimadas”.

Não é surpresa que o sexo feminino tenha alcançado lugares de topo em todo o mundo, na gestão de grandes empresas, na política, nas grandes instituições mundiais, dominando as áreas comummente dominadas pelo sexo masculino.

O empreendedorismo, a luta pelo sucesso, pelos bons resultados sem descurar todo o papel que está implícito nos seus genes, é uma realidade que só uma mulher consegue, tendo ainda que se debater com o preconceito do passado, onde só os homens poderiam estar ao leme de grandes empresas ou instituições. Mas a grande capacidade de liderança e o desempenho multifacetado e eficaz fez mudar o paradigma.

Numa edição para a região, o Jornal A Verdade quis realçar a importância das mulheres com cargos de liderança na região do Tâmega e Sousa. Assim se deixa uma palavra de apreço e admiração a todas quantas tornam a nossa região mais rica, quer pelo seu empreendedorismo, quer pelos postos de trabalho que criam em prol do crescimento socioeconómico.

O Jornal A Verdade admira e respeita todas as empresárias da região do Tâmega e Sousa, em especial as mulheres que aceitaram o nosso convite e partilharam connosco as suas histórias, dando testemunhos para que, no futuro,outras empreendedoras ocupem este espaço.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta