Publicidade

banner-baiao-festival-anho-700x259

Em dia de aniversário da cidade, Ponto C é a prenda cultural para Penafiel (C/ Fotos)

Em dia de aniversário da cidade, Ponto C é a prenda cultural para Penafiel (C/ Fotos)

Para celebrar os 249 anos da elevação de Penafiel a cidade foi apresentado o novo complexo cultural. Trata-se do Ponto C – Cultura e Criatividade que irá nascer na Quinta de Puços, local onde atualmente é realizada a prova de vinhos, no S. Martinho.

Nas costas do centro histórico da cidade, ganhará uma nova vida a encosta virada para o Cavalum, numa forma de “ver crescer Penafiel”, avançou o presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Antonino de Sousa.

Um grande auditório com capacidade até 400 pessoas, uma sala polivalente para atividades de menor dimensão, zonas verdes e um anfiteatro natural.

“Queremos desta forma realizar um sonho de décadas e continuar este caminho de afirmação do nosso concelho também a domínio da cultura”, disse Antonino de Sousa no discurso da sessão solene dos 249 anos da cidade de Penafiel.

Este projeto surge no ano de “antecâmara” para os 250 anos da cidade, data que Antonino de Sousa irá presidir em 2020 e que assumiu ser “o ano da afirmação da liderança de Penafiel na região do Tâmega e Sousa”.

A cerimónia do ducentésimo quadragésimo nono aniversário da cidade de Penafiel aconteceu mais uma vez no auditório do Museu Municipal, com o intuito, também, de homenagear individualidades e instituições do concelho.

Este ano o tema central do aniversário da elevação a cidade de Penafiel foi a Proteção Civil e o socorro, sendo entregues sete medalhas de ouro do município a indivíduos que dedicaram a vida a prestar auxílio aos outros. A saber, António Alberto Vieira Simões, António Ribeiro Rodrigues, António da Silva Rodrigues Fontes, Francisco Pereira Moreira, José Maria dos Reis Sousa, Manuel Luís Soares das Neves e Vítor da Cunha Rocha pela dedicação às três corporações de bombeiros do concelho: Bombeiros Voluntários de Penafiel, Bombeiros Voluntários de Paço de Sousa e Bombeiros Voluntários de Entre-Os-Rios.

No socorro foram homenageados três profissionais do INEM que receberam as medalhadas de mérito municipal dourado. António Vieira dos Santos, Manuel Filipe Serralva Alves e Pedro Luís Moreiras Nunes Ferreira.

A todos, Antonino de Sousa reconheceu “a forma dedicada, empenhada e generosa com que exercem e exerceram as suas funções prestando o socorro e auxílio a quem dele carece”.

Os agora cidadãos honorários de Penafiel agradeceram o reconhecimento sem esquecer as equipas que os acompanharam nas suas missões.

Na mesma cerimónia foram celebrados os 20 anos da geminação da cidade de Penafiel com a cidade francesa de Sainte Genevieve des Bois, estando presente o Perfeito da cidade francesa Frederic Petittat e seus vereadores.

Antonino de Sousa para marcar a data renovou a assinatura do protocolo com o Perfeito Frederic Petittat que disse no seu discurso estar “muito satisfeito com a parceria destas duas cidades irmãs” celebrada há 20 anos e hoje renovada.

Uma tarde de reconhecimento público para celebrar os 249 anos da elevação de Penafiel a cidade, numa antecâmara dos 250 anos das cidades mais antigas do país.

Publicidade

banner-lixa-noitebranca-700x273

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta