Núcleo de Proteção Ambiental de Penafiel recuperou Gineta em perigo e devolveu ao seu habitat

Núcleo de Proteção Ambiental de Penafiel recuperou Gineta em perigo e devolveu ao seu habitat

 

Ontem, dia 25 de fevereiro, uma Gineta (Genetta Gennetta) ficou presa num local restrito de uma propriedade privada em Penafiel. Avisados do sucedido, o Núcleo de Proteção Ambiental de Penafiel entrou em ação.

O animal foi recuperado daquele local. “Os militares capturaram, salvaguardando a integridade do animal”, explicou o Comando Territorial do Porto em nota publicada sobre o assunto.

A Gineta não apresentou quaisquer ferimentos e, por isso, foi devolvida ao seu habitat natural, em Canelas.

Segundo a National Geographic, esta espécie foi observada pela primeira vez no início do século XX

Em Portugal, as primeiras observações de ginetas melânicas datam do início do século XX. Esta espécie foi introduzida na Europa há centenas de anos e é oriunda do Norte de África e “talvez o fenómeno de inbreeding tenha resultado de esta introdução ter ocorrido com um baixo número de animais”.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.