360 cidadãos de Baião receberam certificados de formação

360 cidadãos de Baião receberam certificados de formação

No passado dia 16 de fevereiro, os 360 munícipes de Baião que, nos anos 2017 e 2018, frequentaram cursos de formação no concelho, receberam os respetivos certificados profissionais. A cerimónia decorreu no Auditório Municipal de Baião e contou com a presença de Paulo Pereira e José Pinho Silva, respetivamente presidente e vice-presidente da autarquia, e de várias entidades associadas à área do emprego e formação.

Integradas nas modalidades “Vida Ativa” (curta duração) e “Educação e Formação de Adultos” (com correspondência, em alguns casos, ao 9.º ano e, noutros casos, ao 12.º ano), os cursos abrangeram áreas como a Geriatria, Saúde, Agricultura e Floresta, Contabilidade, Ação Educativa, Jardinagem, Comércio, Línguas, Distribuição e/ou Áreas administrativas.

Estas formações resultam de parcerias entre a Câmara Municipal de Baião e o CINDOR – Centro de Formação Profissional da Indústria de Ourivesaria e Relojoaria – ou do Instituto de Emprego e Formação Profissional (através do Centro de Formação Profissional de Vila Real e do Centro de Emprego de Amarante).

José Pinho Silva parabenizou os formandos, tendo sublinhado a importância dos cursos, tanto para quem os frequenta como para o próprio município. “A formação é importante para aumentar o conhecimento e a valorização das pessoas ao mesmo tempo que dá, também, um grande contributo para o desenvolvimento do território”. O responsável pelo pelouro da Formação manifestou ainda a “preocupação que a autarquia tem em descentralizar os locais de formação, promovendo cursos em várias freguesias do concelho, assim como na adequação das áreas de formação à população baionense e às necessidades do território”.

Já Alda Barbosa, diretora do Serviço de Emprego do Tâmega e Sousa, referiu que “com a formação, as pessoas ficam melhor preparadas para encarar a sua vida pessoal e profissional”.

A importância da formação ao nível da valorização pessoal e como instrumento na procura ativa de emprego foi salientada por Paulo Pereira. “A formação eleva para outro nível a preparação dos cidadãos diante dos desafios do mercado de trabalho, que é cada vez mais exigente, não esquecendo o seu importante papel em termos de valorização pessoal, de autoconceito, de autoimagem e de autoestima”.

O autarca deixou ainda uma mensagem de esperança aos munícipes em situação de desemprego. “Este é um problema do país que, tendencialmente, está a melhorar. Não tendo a câmara municipal competências diretas na matéria, posso garantir-vos que temos colocado o nosso empenho máximo na procura de soluções que mitiguem este grande desafio que atinge Portugal, e onde o concelho de Baião não é exceção”, assegurou.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta