Consumidor: Damos mais que umas luzes sobre poupança de Energia

Consumidor: Damos mais que umas luzes sobre poupança de Energia

Artigo em parceria com a NI Deco Norte:

A fatura de eletricidade não é de fácil leitura e compreensão. Para além do valor final a pagar, os consumidores têm dificuldade em perceber grande parte da informação dada pelos comercializadores.

Para saber quanto paga e quanto consome de eletricidade é importante perceber que a tarifa é o preço que paga ao seu comercializador pela eletricidade que utiliza na sua casa. E que pode escolher entre três tipos de tarifas (simples, bi-horária e tri-horária), com diferentes preços a pagar pela eletricidade consumida e pela potência contratada.

Para reduzir o valor final a pagar na sua fatura de eletricidade verifique se a potência que contratou é a mais adequada aos equipamentos que tem em casa e que utiliza em simultâneo. A alteração não tem custos associados, mas, quanto maior o valor da potência que contratar, mais vai pagar na sua fatura.

Para pagar o que efetivamente consome de eletricidade deve comunicar as leituras do seu contador regularmente. Na sua fatura pode encontrar informação sobre a data em que deve enviar a leitura. A comunicação é gratuita e se for efetuada antes da data limite, será tida em conta na faturação.

Quanto aos serviços adicionais como seguros ou serviços de assistência e reparação, verifique se compensam para o seu caso ou se são apenas mais um custo adicional, pois a adesão é opcional.

No site FATURA AMIGA (www.fatura-amiga.pt) pode fazer o registo das suas faturas, gerir os seus consumos, poupar eletricidade e diminuir a sua conta de eletricidade ao final do mês! Assim, a Fatura de Eletricidade pode ser mais amiga do consumidor!

Para mais informações, pode contactar o Gabinete de Apoio ao Consumidor da Câmara Municipal de Marco de Canaveses ([email protected]). A DECO ([email protected]) dispõe de um protocolo de colaboração com a autarquia e mensalmente realiza apoio presencial gratuito no concelho.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.