Proteção Civil de Marco de Canaveses organiza ações de sensibilização para a prevenção dos incêndios

Proteção Civil de Marco de Canaveses organiza ações de sensibilização para a prevenção dos incêndios

As várias freguesias do concelho de Marco de Canaveses têm recebido, durante o mês de fevereiro, ações de sensibilização sobre a prevenção para os incêndios.

As ações são levadas a cabo pelos técnicos da Proteção Civil de Marco de Canaveses e pelos agentes do comando da Guarda Nacional Republicana. As iniciativas já foram realizadas nas freguesias de Sande e São Lourenço do Douro, Paredes de Viadores e Manhuncelos, Avessadas e Rosém e Soalhães.

De acordo com a autarquia marcoense estas ações pretendem esclarecer sobre as alterações legislativas relevantes no que respeita à prevenção dos incêndios florestais e à defesa da floresta. Por exemplo, cabe agora ao comando da GNR e não às câmaras municipais a decisão final sobre o culminar dos processos de contraordenação, nomeadamente sobre as coimas a aplicar nas situações de incumprimento das normas de segurança na realização de queimas e queimadas ou limpeza de terrenos em torno das edificações nas áreas rurais e florestais.

Outra alteração relevante, e que se encontra em vigor desde o dia 21 de janeiro, é a obrigatoriedade de informar antecipadamente a autarquia para se fazerem queimas de sobrantes. Esta comunicação pode ser feita, por agora, telefonicamente, para o Serviço Municipal de Proteção Civil.

Importa ainda recordar que as regras quanto às distâncias a limpar em torno das edificações mantêm-se tal como no ano passado.

Cristina Vieira, presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses afirmou que a autarquia “está verdadeiramente empenhada em preparar devidamente a época de incêndios”, recordando a importância da prevenção. “Dadas as características do nosso território é impossível impedir que eles surjam, mas podemos garantir aos munícipes que tudo estamos a fazer para minimizar os riscos. O apelo que deixo é que todos, sobretudo proprietários e empresários agrícolas e florestais, colaborem com as forças de Proteção Civil e que adotem comportamentos responsáveis”, considerou

Para além destas ações de sensibilização à população, foi divulgado que os diversos serviços da GNR (SEPNA, GIPS e Postos Territoriais), a câmara municipal e as juntas de freguesia vão reforçar a fiscalização sobre o cumprimento das limpezas dos matos em torno das edificações. Este foi um compromisso assumido na reunião de trabalho, no passado dia 8 de fevereiro, entre os serviços da autarquia e a GNR, onde estiveram presentes a presidente de câmara, Cristina Vieira, e o chefe da Secção de Protecção da Natureza e do Ambiente da GNR do Comando Territorial do Porto, Capitão Flávio Sá.

As próximas ações acontecem nas freguesias de Alpendorada, Várzea e Torrão, a 16 de fevereiro pelas 14h30, Várzea, Aliviada e Folhada, a 16 de fevereiro, pelas 17 horas, e em Tabuado, no dia 23 de fevereiro, com início marcado para as 17 horas.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta