Cinfães: Tradição do compadre e da comadre em mais um Carnaval na aldeia de Pias

Cinfães: Tradição do compadre e da comadre em mais um Carnaval na aldeia de Pias

Os preparativos para o Carnaval, na Aldeia de Pias, no concelho de Cinfães, já estão em curso. Embora esta data festiva em que “nada se leva a mal” aconteça no dia 5 de março, nesta aldeia as comemorações arrancam já dia 24 de fevereiro.

Neste dia, inicia-se a semana dos compadres, que nada mais é do que a união das mulheres em criarem um boneco – o compadre – feito através de trapos. No dia 24 de fevereiro, as mulheres saem à rua com o compadre com o objetivo de o queimarem. Já os homens ficam de vigia à fogueira na aldeia na tentantiva de roubarem o compadre e impedir que a queimada aconteça.

O mesmo processo repete-se, desta vez pelas mãos masculinas, que criam a comadre, atividade que está marcada para dia 3 de março. Os homens saem a primeira vez com a comadre à rua e as mulheres escondem-se pelas ruas a fim de intervirem e roubarem a comadre.

 “As mulheres começam por esconder o compadre nas ruas e os homens escondem a sua comadre.”, explicou o jogo o habitante da aldeia, Pedro Sá.

Nos dias 24 de fevereiro e 3 de março, os domingos ficam marcados pela procura de ambos os bonecos – compadre e comadre, respetivamente – e o sexo oposto ao que o boneco representa tem de ser queimado numa fogueira.

Esta é uma tradição antiga da aldeia que, à semelhança de muitas outras, tem vindo a ser recuperada pelas novas gerações que por este lugar de Cinfães habitam. Esta é uma forma de manter vivas as tradições e de unir a população em atividades conjuntas.

As atividades carnavalescas culminam com o desfile de mascarados pelas ruas da aldeia, na tarde de dia 5 de março.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.