Amarante: Museu Municipal dá a conhecer duas obras de Amadeo de Souza-Cardoso

Amarante: Museu Municipal dá a conhecer duas obras de Amadeo de Souza-Cardoso
Encontram-se expostas no Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso duas obras do autor provenientes de uma coleção particular. Tratam-se da pintura a óleo “Casa do Ribeiro” (datada de 1913) e da “Máscara do Olho Verde” (de 1915), que estarão disponíveis para apreciação pública naquele espaço atá ao dia 25 de outubro. Esta aquisição surge em prol do programa evocativo do centenário do autor amarantino.
José Augusto França, historidor, sociólogo e crítico de arte, pronunciou-se sobre a “Casa do Ribeiro”, uma das obras de referência do artista. “Amadeo usou temas locais, ainda fantasiados cenograficamente, como a Casa de Manhufe (esta com o ar acastelado), a Cozinha de Manhufe, a Casa do Ribeiro e, de certo modo também, a Procissão do Corpus Christi, em Amarante. Se os anos de 1912 e 1913 foram decisivos para o cubismo parisiense, Amadeo estava lá”. O sociólogo termina afirmando que o icónico artista “transpõe para a sua obra a intensidade cromática inspirada na natureza, na terra e nas gentes que o rodeavam”.
Já Rui Mário Gonçalves, também ele historiador e crítico de arte, debruçou-se sobre a outra mais recente aquisição do museu amarantino. “”Em 1915, as máscaras ora parecem ser inspiradas pela arte negra, ora pela oceânica. Aqui se enquadra a obra “Máscara do Olho Verde”. A proximidade de Amadeo com os expressionistas que trabalham na Alemanha dá-se através dos pontos de cor informais combinados com a violência de traçados angulares inspirados pelas máscaras africanas””, revelou.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta