Deco regista aumento de 35% de reclamações de consumidores em 2018

Deco regista aumento de 35% de reclamações de consumidores em 2018

As reclamações dos consumidores continuam a aumentar. No ano passado, a Deco mediou 23 mil conflitos. Este número representa um aumento de 35% face ao ano de 2017.

Se os números de reclamações de 2018 contrastam com os do ano anterior, os setores das reclamações mantêm-se os mesmos. A maioria das reclamações que chegaram à Deco estão relacionadas com as telecomunicações, representando 34.956 queixas neste setor. Em empresas como a MEO, NOS, Vodafone ou Nowo, as queixas prendem-se com o período de fidelização, faturação, dificuldades em cancelar o contrato, bem como práticas comerciais desleais.

A compra e venda foi o segundo setor onde a Deco registou maior número de reclamações, com 25.345 queixas. A Deco verificou um crescimento de reclamações sobretudo nas vendas em linha da Worten.

O terceiro lugar é ocupado pelos serviços financeiros, com 19.249 reclamações. A população queixa-se da falta de informação sobre crédito à habitação, sobre exclusão, franquias e valor da indemnização na área dos seguros.

O último setor a ocupar lugares de obtenção de mais queixas é o setor da energia e da água. Este último registou uma descida, o que significa que diminuíram as queixas nesta área. Ainda assim, receberam 16.981 reclamações relacionadas com este serviço. Entre as principais queixas estão as duplas faturações ou o atraso no envio da fatura.

Este ano, a Deco estabeleceu um ranking que destaca serviços não pela sua quantidade de reclamações mas pela apreciação que a associação faz desses setores. A este ranking a Deco chamou de “menções desonrosas” e nele está a CP, pelos atrasos e supressões, bem como relação com os seus clientes; assim como os CTT, pela qualidade do serviço e os frequentes incumprimentos de prazos.

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta

Apoie o jornalismo de qualidade.
Faça uma doação para este projeto.