PSD de Castelo de Paiva acusa atual executivo de não confiar nas suas instituições

PSD de Castelo de Paiva acusa atual executivo de não confiar nas suas instituições

Na reunião de câmara de Castelo de Paiva, realizada no passado dia 11 de janeiro, foi discutida quem será a entidade que vai coordenar o Programa CLDS 4G que vai ser implementado no território paivense. A ADRIMAG foi a entidade escolhida para coordenar o projeto que, por ter sede em Arouca, o PSD de Castelo de Paiva veio discordar da decisão do atual executivo, liderado por Gonçalo Rocha.

O PSD de Castelo de Paiva diz ser favorável à manifestação de interesse e ao desenvolvimento em Castelo de Paiva do CLDS 4G, mas entende que a Entidade Coordenadora deve ser uma Instituição de Castelo de Paiva. O PSD diz não entender o porquê de se escolher “uma instituição de Arouca, e por essa e só por essa razão os vereadores do PSD votaram contra a decisão”.

No entanto, o presidente da câmara disse, em reação à discordância do partido de oposição, que a ADRIMAG é uma entidade que engloba Castelo de Paiva na sua área de atuação “e onde trabalham vários técnicos paivenses”. Os vários projetos desempenhados pela entidade “têm corrido muitíssimo bem e achamos que seria uma boa opção pelo trabalho e olhar atento que tem tido sobre Castelo de Paiva”.

Recorde-se que a ADRIMAG, embora tenha sede em Arouca, tem na sua zona de intervenção os concelhos de Castelo de Paiva, Arouca, Castro Daire, Cinfães, São Pedro do Sul, Sever de Vouga e Vale de Cambra.

“Dizer que a ADRIMAG não é de Castelo de Paiva é não respeitar uma associação que nos pertence e que tem desenvolvido inúmeros projetos no concelho em termos sociais, económicos e industriais”, disse Gonçalo Rocha.

Recordou ainda que a entidade escolhida para coordenar o projeto esteve envolvida na recuperação do “Mercado Municipal, assim como do Edifício da Cadeia, e também nas intervenções no Monte de Santo Adrião e São Gens”. Ainda assim, o PSD afirma que há instituições em Castelo de Paiva com qualidades suficientes para assumirem a coordenação do projeto. “O Executivo Socialista não confia nas suas instituições”, disse o PSD na voz de José Rocha, líder do partido, acusando-o de “não estar ao lado das suas gentes”.

O CLDS4G de Castelo de Paiva é um programa centrado na promoção da inclusão social, em Castelo de Paiva, de grupos populacionais que revelem maiores níveis de fragilidade social e que prevê uma dotação de perto de 450 mil euros e uma duração de 36 meses. Embora seja a ADRIMAG a coordenar o CLDS4G, então envolvidas várias entidades do concelho e as escolas, juntamente com uma equipa de epssoas e técnicos de Castelo de Paiva.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta