Castelo de Paiva: Empresa BRADCO vai ter novas instalações

Castelo de Paiva: Empresa BRADCO vai ter novas instalações

A empresa Bradco procedeu recentemente, à entrega formal do Projecto de Arquitetura da nova unidade industrial que vai ficar instalada na Zona Industrial de Felgueiras, em Sobrado. O investimento vai permitir à empresa, que dá trabalho a dezenas de paivenses, ficar com melhores condições no que respeita às instalações.

A fábrica insere-se no setor da fabricação de braceletes e marroquinaria de luxo. A empresa é delegada por Rosa Paiva, natural de Castelo de Paiva, sendo Alain Dubois o presidente do grupo suíço Brasport, do qual a Bradco faz parte.

No passado dia 9 de janeiro, Alain Dubois foi recebido pelo presidente da câmara, Gonçalo Rocha, assim como pelo vereador José Manuel Carvalho para ser apresentado o projeto e para detalharem pormenores sobre o investimento industrial.

Os autarcas locais congratularam-se com o avanço desta nova unidade fabril no concelho, destacando o papel relevante que esta empresa de capital suíço tem tido no município, ajudando a fortalecer o tecido empresarial e potenciando a criação de mais de duas centenas de postos de trabalho.

O presidente Gonçalo Rocha destacou o enquadramento arquitetónico e paisagístico da obra, “conseguindo traços modernos de uma arquitetura que prima pelo uso de materiais característicos desta região”.

Na cerimónia, Rosa Paiva, administradora,  fez questão de evidenciar a vontade de expandir e conseguir instalações mais amplas, um sonho tornado realidade e que reflete os “anos de luta, de persistência, sem nunca perder o foco”. Salientou ainda a união, motivação e solidariedade de toda a equipa, visto que considera os colaboradores “a chave do sucesso para o  crescimento que a empresa continua a apresentar e que justifica este novo desafio empresarial”.

Instalada num espaço do CACE do Tâmega e Sousa, no ano transato a BRADCO completou treze anos de atividade, com uma faturação de mais de 12 milhões de euros, exportando 100% do que produz sendo que dois terços dessa produção destinam-se à Suíça.

 

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta