Nutrição: Em 2019 torne o seu corpo e o nosso planeta mais saudáveis

Nutrição: Em 2019 torne o seu corpo e o nosso planeta mais saudáveis

Sustentabilidade é a palavra-chave para que consiga tornar o seu corpo e o nosso planeta mais saudáveis no futuro.

Ter uma alimentação mais sustentável pressupõe um processo alimentar que evite os desperdícios dos recursos provenientes da natureza e os danos ambientais. Assim, uma alimentação mais sustentável reduzirá o impacto ambiental comprometendo menos as gerações futuras.

Diariamente, através da televisão, jornais e redes sociais, chegam notícias de tragédias ambientais, e de quanto o Homem está a fazer mal ao seu planeta. Os seguintes factos refletem claramente algumas causas e consequências do comportamento humano:

. A população mundial gasta o equivalente a 1,6 planetas Terra. Caso se continue a registar este ritmo de consumo, até 2030 ter-se-á gasto o equivalente a 2 planetas Terra.

. Cerca de 1/3 dos alimentos que são produzidos não são consumidos, o que corresponde a 1,3 biliões de toneladas de alimentos que são deitados ao lixo por ano.

. O desperdício e as perdas alimentares aumentam as emissões de gases de estufa, uma vez que correspondem a um gasto de recursos utilizados (energia e água).

. Dos 263 milhões de toneladas de carne produzida por ano no mundo, 20% é perdida ou desperdiçada.

Estes são alguns dos motivos pelos quais é urgente mudar comportamentos e hábitos consumistas, optando por ter refeições mais sustentáveis e, certamente, mais saudáveis.

Neste novo ano que aí vem cada um de nós pode diminuir a sua pegada ecológica através da adoção de novos comportamentos alimentares, para tal tenha em conta as seguintes sugestões:

. Realize uma lista de compras e adquira apenas os alimentos que serão consumidos.

. Não precisa de ocupar mais de ¼ do prato com alimentos de origem animal. Esta quantidade é suficiente para suprir as suas necessidades e a produção de carne é responsável por uma elevada pegada ecológica e o aumento do efeito de estufa.

. Diminua o consumo de carnes vermelhas (porco, cabrito e vaca) e de carnes processadas (salsichas, hambúrgueres, enchidos).

. Coloque alimentos de origem vegetal em ¾ do prato.

.Prefira alimentos frescos, locais e da época. Estes alimentos possuem propriedades organoléticas (como a cor, cheiro, textura, sabor) e nutricionais superiores. Para além disso, também contribuem para a promoção da economia local, e normalmente estão disponíveis a um preço mais acessível.

. Consuma peixe de origem nacional, de acordo com a época.

. Reduza o desperdício na preparação e confeção dos alimentos.

. Reaproveite as sobras de outras refeições para evitar desperdícios alimentares. Pode reaproveitar para o dia seguinte ou para a confeção de outros pratos.

. Diminua o uso de assados no forno devido ao elevado consumo de energia, associado a esta forma de confeção.

. Prefira as panelas de pressão pois permitem cozinhar mais rapidamente e assim poupar energia.

. Mantenha as panelas tapadas enquanto cozinha e desligue o fogão algum tempo antes do final da cozedura.

. Armazene os alimentos de forma adequada às suas características (por exemplo em locais frios ou secos), tendo sempre atenção às datas de validade. Não desperdice alimentos e dinheiro.

. Monitorize a temperatura dos seus aparelhos de refrigeração e congelação com frequência, através de um termómetro apropriado para o efeito.

. Crie a sua própria horta ou canto aromático se tiver espaço disponível em casa.

. Prefira embalagens familiares, em vez de embalagens individuais.

.Reutilize embalagens de alimentos para fazer bricolage ou para acondicionar materiais.

Não podemos esquecer que para além de garantir uma melhoria da sua saúde, estes comportamentos contribuirão para a melhoria da qualidade de vida dos seus filhos, sobrinhos, netos e de todas as gerações futuras.

É a sua saúde, a nossa casa, o nosso planeta que está em causa. Torne-se parte ativa nesta mudança, pois ela depende de cada um de nós.

Ana Teresa Almeida

Nutricionista

Mestre em Nutrição Clínica

Deixar um comentário

O seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com um *

Cancelar resposta